RB Leipzig vence o Hertha e retoma ponta do Campeonato Alemão

Time agora 'seca' o Bayern de Munique, que enfrenta o Darmstadt neste domingo

Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2016 | 14h37

Principal surpresa desta temporada no Campeonato Alemão, o RB Leipzig venceu mais uma vez neste sábado. Em casa, a equipe se recuperou da derrota da última rodada para o Ingolstadt e derrotou o Hertha Berlin por 2 a 0, resultado que lhe deu a ponta isolada da tabela, ao menos de forma provisória.

O RB Leipzig subiu para 36 pontos, três a mais que o Bayern de Munique, que ainda atua na rodada e tem saldo de gols superior. Já o Hertha Berlin perdeu a chance de encostar na briga pela liderança e parou nos 27 pontos, na quarta colocação. Quarta-feira, o Leipzig duela justamente com o Bayern, na briga pela ponta, enquanto o Hertha recebe o Darmstadt.

Neste sábado, o RB Leipzig foi superior no início, foi para cima e abriu o placar na reta final do primeiro tempo, bem ao seu estilo. Com rápida troca de passes pelo lado direito, Nabi Keita encontrou na área o atacante Timo Werner, que teve tranquilidade para dominar e bater na saída do goleiro.

No segundo tempo, o Hertha foi para cima na busca pela igualdade, mas foi o RB Leipzig que marcou o segundo. Aos 17 minutos, Emil Forsberg bateu escanteio pela direita e Will Orban aproveitou desatenção da defesa para subir sozinho no bico da pequena área e cabecear para a rede.

OUTROS RESULTADOS

Ainda neste sábado, o Hamburgo seguiu seu calvário na temporada e acumulou mais uma derrota. A tradicional equipe alemã visitou o Mainz e caiu por 3 a 1 de virada, com três gols de Danny Latza para os donos da casa. O resultado deixou o Hamburgo na zona de rebaixamento, com 10 pontos, em 16.º, enquanto o Mainz é o nono, com 20.

Outra equipe tradicional que briga para não cair, o Werder Bremen não passou de um empate por 1 a 1 com o Colônia, mesmo resultado do duelo do Schalke 04 com o Freiburg, em Gelsenkirchen. O Augsburg, por sua vez, recebeu o Borussia Mönchengladbach e venceu por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.