Vasco/Divulgação
Vasco/Divulgação

Reabilitado no Vasco, Ribamar comemora gol e nova chance no time

'Sempre trabalhei duro, independente de estar afastado ou não eu sempre pensei em me manter em forma', celebra o atacante

Redação, Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2019 | 22h25

Os dois destaques na vitória do Vasco por 2 a 1 sobre a Chapecoense, neste sábado, na Arena Condá, foram Ribamar, que está voltando ao elenco após quase ser descartado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, e Talles Magno, garoto de 17 anos e de futuro promissor. Eles foram os autores dos gols da equipe carioca.

"O meu sentimento sempre foi de esperança. Sempre trabalhei duro, independente de estar afastado ou não eu sempre pensei em me manter em forma. Sempre achei que poderia ajudar o Vasco. Agora é manter esta pegada daqui para a frente", disse Ribamar.

Ele marcou um golaço, por cobertura, aos 46 minutos do primeiro tempo, só confirmado pelo VAR. Mas saiu machucado aos 11 minutos do segundo tempo, sentindo cãibras. "Realmente senti muitas dores e não dava para continuar", explicou Ribamar, que tinha participado de parte do jogo contra o Bahia, na derrota por 2 a 0, na última rodada em São Januário. Na verdade, ele só foi reintegrado ao elenco há 10 dias, depois que Ramon Menezes deu boas referências dele nos treinamentos que fazia à parte do grupo.

O garoto Talles Magno suportou bem o ritmo de jogo e fez questão de ir saldar a torcida vascaína presente num canto das arquibancadas. "Estou muito feliz, porque tudo está dando certo na minha vida. A cada jogo que passa eu me sinto mais seguro e tenho tido o apoio de todos dentro do clube", disse o garoto, com contrato até 2021 e com multa rescisória de 30 milhões de euros. Ele, porém, desfalcará o time em outubro, quando vai disputar o Mundial Sub-17.

Para o goleiro Fernando Miguel, Talles "é um talento que fala por si só. Um moleque tranquilo, de cabeça boa e que vai ter um lugar especial no futebol não só do Brasil, mas do mundo. Ele tem um enorme potencial e muita qualidade. Conta com uma grande retaguarda do clube e ele sabe que na hora da bronca ela vai sobrar para nós, os mais experientes".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.