EFE
EFE

Real busca vitória contra o Mönchengladbach para avançar na Liga dos Campeões

Equipe do técnico Zinedine Zidane entra em campo pressionada nesta quarta-feira, o estádio Alfredo Di Stéfano

Sergio Neto, especial para O Estadão

09 de dezembro de 2020 | 07h00

Maior vencedor da história da Liga dos Campeões, o Real Madrid corre o risco de sequer se classificar para o mata-mata nesta temporada. Nesta quarta-feira, os comandados de Zinedine Zidane entram em campo pelo último dia da fase de grupos com a necessidade de vencer o Borussia Mönchengladbach no estádio Alfredo Di Stéfano para avançar. Também jogam precisando do triunfo o Atlético de Madrid, a Inter de Milão e o Ajax.

Os 13 títulos do mais importante torneio continental podem não significar muito para o Real avançar às oitavas desta edição. Longe de viver a melhor fase, os merengues precisam de uma vitória sobre o rival alemão. Em caso de empate, ficam dependendo do resultado de Inter de Milão x Shakhtar Donetsk. O time espanhol ocupa a 3ª colocação do Grupo B e a derrota para o rival ucraniano na rodada passada por 2 a 0 só fez piorar as chances.

O Mönchengladbach lidera a chave com oito pontos, mas isso não quer dizer que está classificado. Shakhtar e Real vêm logo atrás, com sete pontos cada, mas com o clube da Ucrânia à frente pelo critério de desempate. A Inter soma cinco pontos, podendo também se classificar em caso de vitória.

Uma derrota é tudo que não interessa ao Real Madrid. As chances são razoáveis de não ficar entre os 16 melhores clubes da Europa pela primeira vez desde 1997. Mas Zidane tem tudo para apostar em um resultado positivo. Além da volta do capitão Sergio Ramos, recuperado de lesão, os merengues vêm de vitória pelo Campeonato Espanhol sobre o Sevilla, o que dá moral para a equipe. No jogo de ida, na Alemanha, o Real foi buscar o empate sofrido após sair perdendo por 2 a 0. Karim Benzema marcou aos 42 do segundo tempo e Casemiro evitou o revés aos 48.

Ainda no mesmo Grupo B, o mais equilibrado, Inter de Milão e Shakhtar Donetsk medem forças no San Siro no mesmo horário de Real x Mönchengladbach. O time italiano precisa vencer para chegar aos oito pontos, além de torcer por um tropeço dos merengues. Em contrapartida, uma vitória simples dos ucranianos também deixa a classificação bem encaminhada, mas de olho também no outro duelo da chave. Tudo se resume a uma combinação de possibilidades e resultados, o que deixa a briga ainda mais interessante.

GRUPO A

Por falar em Madrid, o Atlético também não tem nada definido, assim como seu adversário das finais da Liga dos Campeões em 2013-14 e 2015-16. Os comandados de Diego Simeone enfrentam o Salzburg nesta quarta-feira pela última vaga do Grupo A e não podem nem pensar em perder.

"Vamos a Salzburg para jogar uma final", declarou o treinador argentino após empate em 1 a 1 com o Bayern de Munique na semana passada. Líder absoluto do Espanhol com 26 pontos, o Atlético soma seis na chave, podendo ser ultrapassado pelo rival austríaco em caso de derrota. O empate também pode ser interessante para os espanhóis. Já o Bayern lidera tranquilo com 13 pontos, enquanto o Lokomotiv Moscou, com três, ocupa a lanterna e não briga por mais nada.

GRUPO D 

O Ajax é outro time que entra em campo nesta quarta-feira com o objetivo de vencer para se classificar. Os holandeses encaram a Atalanta em casa e um tropeço pode significar o adeus à equipe dos brasileiros Antony e David Neres. O confronto marca o encontro entre o melhor ataque do Campeonato Holandês, com 43 gols em 11 jogos, contra o melhor ataque do último Campeonato Italiano, com 98 gols.

Já classificado, o Liverpool lidera tranquilo esta chave com 12 pontos e neste último compromisso da fase de grupos encara fora de casa o lanterna Midtjylland, que tem apenas um ponto. O duelo interessante está entre Ajax, com sete pontos na terceira colocação, e Atalanta, que tem oito, na vice-liderança. Um empate classifica a equipe italiana.

Além do Liverpool, outro time inglês classificado na competição europeia é o Manchester City. Os comandados de Pep Guardiola lideram o Grupo C, que está praticamente definido. O clube tem a liderança com 13 pontos, enquanto o Porto vem logo atrás com 10. Olympiacos e Olympique de Marselha somaram apenas três pontos e mesmo que vençam seus compromissos, não conseguiram avançar de fase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.