Gerard Julien/AFP
Gerard Julien/AFP

Real de Ancelotti pode ofuscar conquistas do Barcelona de Guardiola

Time merengue está avançando como um trator em todas as frentes de disputa e pode desbancar o arquirrival em número de conquistas

TIM HANLON, REUTERS

10 de dezembro de 2014 | 09h46

O time recordista do Real Madrid, sob comando de Carlo Ancelotti, está avançando como um trator em todas as frentes de disputa e pode desbancar o histórico Barcelona, de Pep Guardiola, em termos de conquistas.

Antes da final da Liga dos Campeões, em maio, a situação de Ancelotti no Real estava longe de ser estável, após o time ter terminado o Campeonato Espanhol em terceiro lugar. Mas, ao superar o Atlético de Madrid e levantar a 10ª taça europeia do clube, o treinador garantiu seu lugar na história do time merengue.

Com menos pressão nas costas, o Real tem brilhado e sua vitória por 4 a 0 sobre o Ludogorets Razgrad, na terça-feira, o colocou como a primeira equipe espanhola a vencer 19 partidas consecutivas, superando o Barcelona de Frank Rijkaard em 2005/2006.

"Os resultados foram alcançados com trabalho árduo e profissionalismo", disse Ancelotti. "Não é fácil manter a motivação e o desejo, mas vamos continuar dessa forma e nos preparar para os jogos da melhor maneira."

O Real se classificou para as oitavas de final com 100% de aproveitamento no Grupo B e agora tem nove vitórias consecutivas na Liga dos Campeões.

Ancelotti estabeleceu uma mentalidade vencedora e, com sua natureza afável, curou as feridas internas que eram parte do Real sob o comando de José Mourinho.

"O relacionamento com meus jogadores é muito bom. Eles são muito importantes para mim e eu uso toda oportunidade que tenho para agradecê-los", afirmou o técnico italiano.

O Barcelona de Guardiola entrou para a história pelo seu sucesso e pela maneira como o time jogou. Com seu belo futebol de toque de bola, o time venceu duas Ligas dos Campeões e três títulos da liga espanhola em quatro anos.

No entanto, com um estilo de contra-ataque baseado na velocidade e na categoria notável de Cristiano Ronaldo, o Real de Ancelotti tem o potencial de se tornar um dos maiores times de todos os tempos e possivelmente ultrapassar as conquistas de Guardiola no passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.