Real deve aplicar multa a Robinho por balada no Rio

Jogador fica de fora de partida contra o Espanyol; afastado do elenco e ainda deve pagar multa pesada

20 de outubro de 2007 | 17h28

A diretoria do Real Madrid deve multar o atacante Robinho por ter atrasado sua volta ao time após a vitória do Brasil por 5 a 0 diante do Equador, pelas Eliminatórias para a Copa de 2010, na última quarta-feira.   A idéia partiu do técnico da equipe, o alemão Bernd Schuster, que ficou enfurecido ao descobrir que Robinho havia aproveitado a noite, após a partida da seleção, numa boate no Rio de Janeiro.   Robinho desmentiu as notícias de que havia curtido a noite carioca e, de quebra, pedido "40 camisinhas" para membros da segurança da boate. Mesmo assim, o técnico do Real Madrid não quer que tal atitude influencie o restante do elenco merengue.   Com isso, Robinho ficou de fora da partida diante do Espanyol, neste sábado, em Barcelona, e pode sofrer mais sanções, mediante sua conversar com Schuster.   Já Júlio Baptista, que também chegou atrasado ao treinamento da equipe merengue, não será multado, mas, assim como o compatriota, fica de fora da partida.   Outro que corre o risco de ser severamente punido, mas pelo Barcelona, é Ronaldinho Gaúcho, que também curtiu a noite carioca, ao lado de Vágner Love, durante um show de pagode.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato EspanholRobinhoReal Madrid

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.