Real empata e enfrenta Bayer na final

O Real Madrid mostrou mais raça, mais habilidade e jogou com o regulamento na mão para se classificar para as finais da Copa dos Campeões. O time madrileno empatou por 1 a 1 nesta quarta-feira com o Barcelona, no Estádio Santiago Bernabeu, e, como havia vencido a primeira partida por 2 a 0, enfrenta agora, na decisão do torneio, o Bayer Leverkusen, dia 15, na Escócia.Aproveitando a ausência da principal estrela adversária, o brasileiro Rivaldo, o meio-de-campo do Real Madrid, coordenado pelo craque Zinedine Zidane, dominou todo o primeiro tempo, dando poucas chances ao Barcelona. Aos 19 minutos, na primeira boa chance de gol da partida, Zidane recebeu passe do meio, girou o corpo, conduziu e, com a parte de dentro do pé, buscou o ângulo direito do goleiro Roberto Bonano. A bola passou raspando o travessão.O Barcelona, sem nenhum poder de criação, dependia exclusivamente das jogadas de Luis Enrique. O atacante Kluivert mal conseguia tocar na bola. A melhor - e praticamente única - chance do Barcelona veio com uma jogada iniciada pelo brasileiro Fábio Rockembach, que fez boa partida. Aos 38 minutos, Philip Cocu desviou um chute forte de Rockembach. A bola, que teria como destino certo o canto direito do goleiro César, que a tocou, bateu na trave. No rebote, Kluivert acertou o rosto do goleiro, que sofreu um corte no supercílio.O primeiro gol do jogo veio somente aos 43 do primeiro tempo. Raúl recebeu na entrada da área, protegeu a bola e disparou no ângulo esquerdo de Bonano.O Real Madrid, com a vantagem de poder tomar dois gols e ainda assim conseguir a classificação, voltou para o segundo tempo sem Zidane, substituído por Flávio Conceição. No Barcelona, entrou o holandês Overmars, que tentou várias jogadas pela ponta-esquerda, mas acabou ficando isolado, não tendo com quem tabelar.A partida continuava sendo dominada pelo time de Madri, que perdeu um gol feito com Guti, logo aos 2 minutos. O jogador recebeu sozinho no círculo central e, sem marcação, avançou até a área. Tudo muito fácil, mas na hora de concluir, chutou mal, em cima do goleiro. Um minuto depois, Saviola desviou chute de Luis Enrique e o zagueiro Helgueira marcou contra: 1 a 1.Bomba - Antes do início da partida, dois carros-bomba explodiram nas proximidades do estádio. A primeira explosão ocorreu pouco antes do meio-dia (horário brasileiro) próxima à Torre Europa - um complexo empresarial localizado ao lado do estádio. A segunda aconteceu cerca de meia hora depois, próxima a estação de trem na Rua dos Embaixadores, também na região do Santiago Bernabeu. Um membro do grupo radical "Ultrasur" (torcedores violentos do Real Madrid) foi detido pela polícia, acusado de participação na explosão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.