Real encara seu primeiro grande teste na Liga dos Campeões

Equipe pega o Zenit, campeão da Copa da Uefa, e tenta quebrar jejum de sete jogos sem vitória fora de casa

Agência Estado

30 de setembro de 2008 | 10h25

A estréia do Real Madrid na Liga dos Campeões da Europa foi uma moleza, com o jogo em casa diante do inofensivo BATE Borisov (Bielo-Rússia), quando venceu por 2 a 0. Mas nesta terça-feira o campeão espanhol terá vida dura. Jogará como visitante contra o atrevido Zenit, clube russo que venceu a Copa da Uefa na temporada passada e também levou o título da Supercopa Européia na final disputada contra o Manchester United em agosto. "O Zenit é um adversário muito perigoso, e conta com jogadores de alto nível, como Arshavin e Pogrebnyak. Será um jogo duro", admitiu o lateral-direito do Real, Sérgio Ramos, sobre o confronto desta terça-feira, a partir das 13h30 (horário de Brasília), em São Petersburgo, na Rússia.A equipe russa não perde em seu estádio por uma competição européia há 21 partidas. E nesta terça-feira terá a volta do astro Arshavin, que cumpriu suspensão na derrota por 1 a 0 diante da Juventus, em Turim, na primeira rodada da Liga dos Campeões."Não temos medo do Real Madrid e vamos jogar para vencer. Na Liga dos Campeões é fundamental ganhar em casa", disse o técnico do Zenit, o holandês Dick Advocaat. "Penso no jogo contra o Real Madrid desde que o sorteio nos colocou no mesmo grupo. Não tive a chance de jogar contra a Espanha na Eurocopa para fazer um gol em Casillas, mas espero marcar desta vez", afirmou o atacante Pogrebnyak.Para piorar a situação, o Real não vence como visitante na Liga dos Campeões há sete partidas. Sua última vitória longe do Estádio Santiago Bernabeu foi contra o Steaua Bucareste, da Romênia, no dia 17 de outubro de 2006. E nesta terça-feira o técnico Bernd Schuster não poderá contar com três meio-campistas importantes: o espanhol Guti, o argentino Gago e o holandês Sneijder, todos machucados. Assim, ele escalou o setor com Diarra, De la Red e Van der Vaart. E o trio ofensivo terá Higuaín, Van Nistelrooy e Raúl - Robben ficará na reserva.Na outra partida dessa chave na Liga dos Campeões, a Juventus jogará fora de casa contra o BATE Borisov, a partir das 15h45 (horário de Brasília). E, mesmo sem o goleiro Buffon e o atacante Trezeguet, não deve ter problemas para somar mais uma vitória, contando com o brasileiro Amauri e o italiano Del Piero no ataque.RODADAOs campeões da Alemanha e França fazem outro duelo importante desta terça-feira, às 15h45 (horário de Brasília), em Munique. O Bayern defende a liderança do Grupo F, diante do Lyon, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Steaua, em Bucareste, na estréia - na primeira rodada, os franceses empataram com a Fiorentina.Mas o Bayern vive momento delicado, após duas derrotas seguidas pelo Campeonato Alemão. A preocupação do técnico Jüergen Klinsmann é com o oportunismo do atacante Karim Benzema, que, mesmo machucado, tem escalação garantida na equipe francesa.Enquanto isso, o técnico Alex Ferguson já avisou ao time do Manchester United de que não vai se conformar com outro resultado que não seja uma vitória na Dinamarca, nesta terça-feira, às 15h45 (horário de Brasília), contra o Aalborg, pelo Grupo E. "Após perdermos dois pontos em casa, agora temos de conseguir um bom resultado", afirmou o treinador, se referindo ao empate sem gols na primeira rodada frente ao Villarreal.Apesar da cobrança, Alex Ferguson não considera o jogo fácil. "Todos os times se preparam como nunca para enfrentar o atual campeão", afirmou o treinador do Manchester United, time que conquistou o título da última edição da Liga dos Campeões.Outro time da Inglaterra que vai precisar provar seu valor nesta terça-feira é o Arsenal, que receberá o Porto no Emirates Stadium, em Londres, também às 15h45 (horário de Brasília), pelo Grupo G. A derrota em casa para o caçula Hull City, na última rodada do Campeonato Inglês, deixou o técnico francês Arsene Wenger bastante nervoso. "Farei várias mudanças na equipe", prometeu.

Tudo o que sabemos sobre:
Real MadridLiga dos Campeões da Uefa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.