Real garante emprego de Luxemburgo

O comando do Real Madrid deu nesta segunda-feira o primeiro passo para reorganizar a casa. Florentino Pérez, presidente do clube, se reuniu com Emílio Butragueño, vice-presidente, Arrigo Sacchi, diretor de futebol, Vanderlei Luxemburgo e Ramón Martínez, responsável pelas categorias de base. Depois duas horas de reunião, em absoluto sigilo, os ?chefes? decidiram que: o Real precisa de união, trabalho e apoio de todos. Nem foi cogitada a saída de Luxemburgo.Não foi um encontro para cobranças e caça aos culpados pelo fracasso do time no Campeonato Espanhol e Copa dos Campeões. Se discutiu, e muito, o que fazer para a recuperação psicológica dos ?galácticos? para o próximo jogo pelo Espanhol contra o Málaga, domingo, no Santiago Bernabeu.Florentino destacou que a única ?mágica? para tirar o time do buraco seria a união de todos, pelo menos até o final da temporada. A meta é fechar o Campeonato Espanhol em segundo lugar, posição que coloca o clube na Copa dos Campeões de 2006. O Real está 11 pontos atrás do líder Barcelona e sete na frente do Villarreal, terceiro colocado.Na reunião, não se discutiu uma eventual demissão de Luxemburgo. Florentino e seu staff não responsabilizaram o treinador brasileiro pelos últimos desastres do time. A torcida também está do lado de Luxa, pelo menos foi o que apontou uma pesquisa do ?Diário AS?. O jornal, no seu site na internet, perguntou se o torcedor gostaria de ver Fabio Capello no lugar de Luxemburgo. Dos 33 mil votantes, 65% disseram que não e 35%, sim.Florentino Pérez também parece inclinado a sustentar Luxa no cargo. No domingo, depois do vexame contra o Getafe, o presidente do Real disse, em entrevista a rádio ?Marca?, que Luxemburgo tem o seu respaldo.Outro que está bem com o presidente é Ronaldo. Florentino não pensa em se livrar do Fenômeno, apesar de o atacante ter declarado que voltaria sem traumas para a Inter de Milão. ?Tenho a Inter sempre em meu coração e voltaria com gosto?, disse Ronaldo.A declaração de amor não convenceu Massimo Moratti. acionista de referência do clube de Milão. ?Ronaldo na Inter? Entendo que se pode excluir a sua volta?, disse Moratti, que garantiu ainda a permanência de Adriano no clube. O atacante brasileiro passa por uma fase ruim e tem ficado no banco de reservas em alguns jogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.