Real indeniza clubes que lançaram Ronaldo

São Cristóvão e Cruzeiro começam a colher dividendos por terem participado da formação profissional de Ronaldo. Os dois clubes já receberam do Real Madrid cheques de 80 mil e de 56 mil euros, respectivamente. Essas quantias são apenas parte do que têm direito, segundo estabelece legislação da Fifa, em transações que envolvem jogadores que deixaram seus países ainda muito jovens.A Fifa determinou que "clubes formadores" serão indenizados sempre que conseguirem provar que tiveram algum vínculo com atletas entre os 12 e os 23 anos de idade. O máximo previsto é de 5% do total da transação. No caso de Ronaldo, o Cruzeiro deve receber ainda em torno de 346 mil euros e o São Cristóvão, 400 mil."O Real Madrid se comprometeu a pagar tudo, conforme o previsto", revela Ivandro Sanchez, do escritório paulista de advogados que cuida dos interesses dos dois clubes brasileiros. O problema está no fato de que os espanhóis querem fazer os depósitos em parcelas até 2006 - coincidindo com os pagamentos para a Inter de Milão, de onde contratou Ronaldo - e as equipes nacionais pedem o dinheiro à vista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.