Real já negocia manutenção de Ronaldo

A diretoria do Real Madrid se mexe para sustentar o ?Dream Team? para as próximas temporadas. Na semana passada, o clube anunciou a renovação de contrato de Zinedine Zidane até junho de 2007. Agora, a imprensa espanhola já comenta que a bola da vez é Ronaldo.Os cartolas do clube não confirmam a informação, mas Ronaldo prolongaria seu vínculo com o Real Madrid até a metade de 2007 - um ano a mais do que prevê o contrato em vigor."Não sei se é verdade o que falam sobre a renovação. Eu diria a Ronaldo para que assine e espero que o clube também deseje isso", afirmou Zidane. "Temos um bom grupo de jogadores e são todos boas pessoas."De acordo com o diário As, Fabiano Farah, um dos procuradores de Ronaldo, deverá viajar para a Espanha na próxima semana para iniciar as negociações. No entanto, o acordo já estaria acertado verbalmente. Tanto o brasileiro quanto o Real Madrid estariam interessados na renovação.As duas partes só têm a ganhar. Do lado de Ronaldo, pesa o fato de estar na equipe mais badalada do mundo e vivendo num país que adora. Para o Real Madrid, nada melhor do que continuar contando com os gols do brasileiro.Ronaldo estreou pelo Real Madrid dia 6 de outubro de 2002 diante do Alavés. Desde lá, já fez 57 gols - 30 na primeira temporada e 27 nesta, em que promete chegar a 35. Além disso, tem um alto potencial de venda de produtos com a utilização de sua imagem, assim como o astro inglês David Beckham.No domingo, o "Dream Team" entra em campo para defender a liderança isolada do Campeonato Espanhol. Com 56 pontos, o Real enfrenta contra o Celta, no Santiago Bernabeu.Neste sábado, apenas duas partidas abrem a 26ª rodada do Campeonato Espanhol. No jogo mais importante do dia, Sevilla e Betis fazem o dérbi de Sevilha, às 17h30 (com ESPN Brasil). A diferença na tabela de classificação é de apenas dois pontos: o Betis é o oitavo, com 36 pontos, enquanto o Sevilla ocupa o 10º lugar, com 34. Também será o confronto entre Júlio Baptista (Sevilla) e Denílson (Betis)."O Denílson é um jogador de muita qualidade e temos que ter muito cuidado com ele, porque é capaz de desequilibrar uma partida em apenas duas jogadas", alerta Júlio Baptista, ex-volante do São Paulo. "Outro jogador perigoso do Betis é o Joaquín (atacante). Quase todas as saídas de contra-ataque acontecem pelo setor dele."Por ser o confronto de número 100 - somando Liga e Copa do Rei -, as equipes apelam para as estatísticas. A favor do Sevilla está o fato de ter vencido 44 dos 99 jogos. Além disso, a última derrota para o rival aconteceu apenas em dezembro de 1996 (3 a 0)."Se vencermos, nos deixarão em paz com essa história. O Sevilla é uma boa equipe, mas já derrotamos equipes de potencial maior", afirmou Joaquín. "Outro dia fui levar meu carro até a garagem e na entrada um torcedor me parou e implorou para que vençamos."No outro jogo do dia, o Valladolid (14º, com 29 pontos) recebe o Zaragoza (17º, com 26).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.