Real leva a campo trauma da Copa Rei

O Real Madrid está com orgulho ferido. O time mais famoso do futebol espanhol sofreu baque histórico na quarta-feira ao perder a Copa do Rei no dia em que comemorava seu centésimo ano de fundação. A derrota por 2 a 1 para o La Coruña, em casa, não foi assimilada com resignação e a confiança da equipe passa por teste amanhã à noite, no duelo com o Villarreal, pela 29.ª rodada do torneio nacional. Se vencerem, os aniversariantes da semana saltam para a liderança - pelo menos até domingo. O Real volta ao Santiago Bernabéu pressionado e desfalcado. Os jogadores não sabem como a torcida reagirá e o técnico Del Bosque não poderá contar com o português Figo, que se contundiu no jogo com o Deportivo. O treinador decidiu escalar o goleiro Casillas, titular na temporada, mas substituído por César, na final da Copa do Rei. A modificação de última hora tinha sido recebida com desconfiança, porque Casillas é uma das grandes revelações e nome certo para ir ao Mundial. O Real Madrid tem 49 pontos, um a menos do que o líder Valencia. A preocupação com o jogo deste sábado à noite estende-se também ao Villarreal, 14.º colocado com 33 pontos. "Preferíamos que o Real tivesse vencido a Copa do Rei", admitiu o técnico Victor Martinez. "Assim, enfrentaríamos um adversário mais relaxado e sem tanta necessidade de jogar pela vitória ." Outro jogo importante de amanhã será Bétis x Barcelona, já que os dois times dividem o 4.º lugar com 46 pontos. Já o animado La Coruña, em 3.º com 47, prepara a festa pelo título, diante do Rayo Vallecano, penúltimo colocado e bem perto do rebaixamento. A quarta partida do sábado colocará frente a frente Las Palmas (30) e Alavés (42).

Agencia Estado,

08 Março 2002 | 19h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.