Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Real Madri faz 3 a 1 e elimina Barcelona na semifinal da Copa do Rei

Cristiano Ronaldo foi o destaque da partida no Camp Nou, com dois gols

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 19h05

BARCELONA - O Real Madrid surpreendeu nesta terça-feira. Dono de uma campanha irregular na temporada até agora, o time do técnico José Mourinho se superou fora de casa e aplicou 3 a 1 no Barcelona. O resultado eliminou o arquirrival e garantiu a vaga do Real na final da Copa do Rei.

Cristiano Ronaldo foi, mais uma vez, a grande estrela do time madrilenho. Marcou duas vezes e encaminhou o maior triunfo do Real nesta temporada. O zagueiro Varane, que havia marcado o gol dos madrilenhos no jogo de ida, também deixou sua marca no Camp Nou. O primeiro clássico, no fim de janeiro, ficou empatado em 1 a 1. Fábregas havia sido o autor do gol catalão.

Por causa do empate fora de casa, o Barcelona jogava por nova igualdade, sem gols, nesta terça. E, diante de sua torcida, no Camp Nou, parecia estar em situação mais favorável na briga pela vaga na decisão. No entanto, acabou surpreendido pelo forte volume de jogo do Real.

Os visitantes abriram o placar aos 13 minutos. Cristiano Ronaldo converteu pênalti sofrido por ele mesmo. Piqué foi o autor da falta dentro da área. O gol no início deixou a partida movimentada. O Barcelona partia para o ataque e mantinha a posse de bola, enquanto o Real tentava ameaçar a defesa catalã nos contra-ataques.

Após boas chances de gol para os dois lados, a bola só balançou no segundo tempo. Aos 12, Aos 12, Di María disparou pela esquerda, deu grande drible e deixou Puyol no chão e bateu no gol. O goleiro Pinto deu rebote e Cristiano Ronaldo não teve problemas para completar para as redes.

O segundo gol desestabilizou os donos da casa. O auxiliar técnico Jordi Roura colocou David Villa, Tello e Thiago Alcântara em campo. Mas não teve sucesso. O Real seguia melhor. E não demorou para marcar o terceiro. Varane cabeceou para o fundo do gol, após cobrança de escanteio, e sacramentou a vitória.

O Barcelona ainda descontou aos 43 minutos. Jordi Alba tabelou com Iniesta e aproveitou lançamento na área, pegando de primeira. Foi um belo gol. Mas não evitou o revés diante dos arquirrivais.

O time catalão não perdia para o rival desde agosto, quando foi superado na Supercopa da Espanha. Na ocasião, o Barcelona levou a melhor na ida, por 3 a 2, em casa, mas foi superado na volta, por 2 a 1. O Real ficou com o título por ter marcado mais gols fora de casa.

Na final da Copa do Rei, o Real Madrid terá pela frente o vencedor do confronto entre Sevilla e Atlético de Madrid, nesta quarta-feira. A decisão está marcada para o dia 18 de maio, ainda sem sede definida.

A queda na Copa do Rei agrava a situação do Barcelona na temporada. Favorito em todos os campeonatos que disputa, o time catalão foi surpreendido nas oitavas de final da Liga dos Campeões, na semana passada. O Milan vencera o jogo de ida por 2 a 0 e deixara os espanhóis em situação complicada para a partida da volta.

O consolo do time na temporada deve ser o Campeonato Espanhol. O Barcelona lidera a competição com ampla vantagem. Está 12 pontos à frente do vice-líder Atlético de Madrid. Sem esperanças de brigar pelo troféu, o Real está 16 pontos atrás do arquirrival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.