Real Madrid alcança liderança do Espanhol

O Real Madrid só conseguiu três pontos neste domingo à noite no Santiago Bernabeu porque tem jogadores capazes de decidir um jogo individualmente quando o time não funciona coletivamente. Foi graças a lampejos de Zidane, Beckham e Ronaldinho que derrotou o Albacete por 2 a 1 e alcançou o La Coruña na liderança com 26 pontos.O técnico português Carlos Queiroz deixou Helguera e Ronaldinho no banco para poupá-los. A falta do zagueiro não foi muito sentida, mas o ataque acusou o golpe de não contar com o Fenômeno. Portillo se esforçava para mostrar serviço, mas a cada lance fazia a torcida sentir mais saudade do atacante brasileiro.O jogo estava amarrado, sem que o Real criasse perigo, até que houve o primeiro lampejo de um craque. Aos 38 minutos, Beckham bateu de fora da área e colocou a bola na gaveta: 1 a 0.O alívio dos 80 mil torcedores que foram ao Santiago Bernabeu durou pouco. Um minuto depois, Parri empatou a partida. Faltavam as habituais jogadas pelo lado esquerdo, porque Roberto Carlos não pôde jogar - ainda se recupera de uma lesão muscular. Seu subsituto foi o argentino Solari, que é técnico mas não tem velocidade nem chuta tão bem como o brasileiro.A situação começou a melhorar aos 17 minutos, quando Queiroz tirou Portillo e colocou Ronaldinho em campo com a ordem de jogar pelo lado esquerdo.A presença do Fenômeno deixou em pânico a defesa do Albacete. O Real passou a pressionar e chegou ao gol da vitória aos 35 minutos. Solari tabelou com o Fenômeno e cruzou na cabeça de Zidane - o melhor jogador em campo -, que não perdoou: 2 a 1.O Valencia também poderia ter chegado à liderança, mas desperdiçou dois pontos importantes ao empatar por 2 a 2 com o Murcia fora de casa. A equipe está em terceiro lugar, com 24 pontos.O começo até que foi bom para o Valencia. Logo aos 12 minutos, Mista colocou o time em vantagem. Mas a equipe não teve competência para definir a vitória e acabou pagando caro por isso. Ainda no primeiro tempo, o time da casa empatou com um gol de Richi. E Ricardo Oliveira perdeu uma ótima chance, mandando para as nuvens depois de receber um ótimo passe de Baraja.A situação se complicou para o Valencia logo no começo da segunda etapa, porque Michel marcou para o Murcia aos três minutos. Mista voltou a marcar aos oito, devolvendo a esperança ao time visitante. O técnico Rafa Benitez apostou na inteligência do argentino Aimar, que entrou no lugar de Ricardo Oliveira. A partida ficou aberta, mas faltou capricho nas finalizações para mudar o resultado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.