EFE/Julio Muñoz
EFE/Julio Muñoz

Real Madrid bate Athletic Bilbao e conquista a Supercopa da Espanha pela 12ª vez

Modric e Benzema marcaram os gols da vitória por 2 a 0; Courtois ainda defendeu um pênalti para os merengues

Redação, Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2022 | 17h56

Com gols de Luka Modric e Karim Benzema e com direito a pênalti defendido por Courtois, o Real Madrid conquistou o seu 12.º título da Supercopa da Espanha ao derrotar o Athletic Bilbao por 2 a 0, neste domingo, em Riad, na Arábia Saudita. O triunfo fez com que o time de Madri diminuísse a diferença de taças conquistadas em relação ao seu rival Barcelona. O clube catalão tem 13 troféus.

O Athletic Bilbao, por sua vez, desperdiçou a chance de se tornar tetracampeão e continuou com três conquistas, sendo a última delas justamente na temporada passada.

O técnico italiano Carlo Ancelotti mandou a campo uma equipe com quatro brasileiros. O zagueiro Éder Militão, o volante Casemiro e os atacantes Vinícius Junior e Rodrygo formaram a base do clube de Madri, que comandou as ações do primeiro tempo e praticamente anulou o Athletic Bilbao.

Com Vinicius Junior e Rodrygo abrindo a marcação, os jogadores de meio de campo do Real Madrid tiveram espaço e criaram jogadas de perigo, principalmente com Casemiro. A bola, no entanto, foi terminar dentro da meta do time de Bilbao apenas aos 37 minutos. O ex-atacante do Santos deu belo passe para Modric. O croata acertou um chute no ângulo de Simón para fazer 1 a 0.

O goleiro belga Courtois, por outro lado, pouco trabalhou. Com pouco espaço, o Athletic Bilbao arriscou mais em chutes de longa distância e o que mais assustou foi a tentativa de Sancet, que passou rente à trave.

No segundo tempo, apareceu a estrela de Benzema. O francês tentou um bonito chute de primeira e viu a bola bater no braço de Yeray: pênalti. O próprio atacante bateu e ampliou. O gol mudou o panorama do jogo. Enquanto o Real Madrid recuou, o Athletic Bilbao se jogou ao ataque e foi perdendo uma oportunidade atrás da outra.

Quando tudo indicava que o Real Madrid teria uma vitória tranquila, Rául García chutou e a bola carimbou o braço de Éder Militão. O zagueiro foi expulso e o pênalti acabou sendo marcado. O atacante foi para a cobrança, mas viu Courtois crescer e impedir que o Athletic Bilbao diminuísse o placar com uma bela defesa.

O gol perdido acabou com qualquer chance de reação do time de Bilbao, que aceitou a marcação rival e acabou com o vice-campeonato, diferente do lateral-esquerdo Marcelo. O brasileiro entrou nos minutos finais e pôde comemorar a sua 23.ª conquista com a camisa da equipe de Madri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.