Alejandro Garcia|EFE
Alejandro Garcia|EFE

Real Madrid bate Barcelona e encerra série invicta do rival

Ronaldo decide e decreta primeira derrota do Barça em 39 jogos

O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2016 | 18h14

Foi um clássico para o Barcelona esquecer. Messi não marcou seu gol de número 500, o trio MSN passou em branco e pior: o Real Madrid venceu, de virada, por 2 a 1, graças a grande atuação do trio BBC.

Cristiano Ronaldo, que era vaiado a cada toque na bola, foi o autor do gol que garantiu o triunfo madrilenho em pleno Camp Nou, numa noite marcada por homenagens ao eterno ídolo Johan Cruyff, que morreu vítima de câncer.

O que surpreendeu foi o poder de superação do Real Madrid, que confirmou a vitória quando tinha um homem a menos em campo - Sérgio Ramos foi expulso dois minutos antes de Cristiano Ronaldo marcar o 2 a 1, aos 39 minutos do 2º tempo.

O jogo foi marcado por arbitragem confusa de Alejandro Hernández, que não deu um pênalti em Messi, cometido por Sergio Ramos no primeiro tempo, quando o jogo estava 0 a 0. E Ramos já tinha sido advertido com um cartão amarelo.

No segundo tempo, mais polêmica. Quando o Real já tinha empatado o jogo, o trio de arbitragem anulou um gol de Gareth Bale, que ganhou no alto de Jordi Alba.

O Real Madrid ganhou o jogo no segundo. No primeiro, o Barcelona foi superior, mas não conseguiu abrir o placar. A melhor chance foi de Suárez, que recebeu um ótimo passe de Neymar, mas não acertou o chute dentro da área.

No segundo tempo, o Barça abriu o placar em cobrança de escanteio. Piquet subiu bem e marcou um gol de cabeça, aos 10 minutos. O Real, contudo, acertou o time a passou a encaixar em melhor seu jogo de velocidade e contra-ataque.

Messi, Neymar e Suárez já não levavam mais tanto perigo comparado a Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo. O trio BBC, com auxílio da dupla brasileira Casemiro e Marcelo, comandou a virada.

Após jogada de Marcelo pelo lado esquerdo, Kroos cruzou na área e Benzema acertou um voleio, marcando um golaço. Nem a expulsão de Sergio Ramos tirou o ímpeto do Real. Bale cruzou e Cristiano Ronaldo matou no peito, tirou do zagueiro e fuzilou Bravo: 2 a 1.

A derrota não muda classificação do Espanhol. O Barcelona continua com folga na liderança (76 pontos), à frente do Atlético de Madrid (70) e do próprio Real Madrid (69 pontos).

Para o Real, além de não sofrer o gol de número 500 de Messi, o clássico também serviu para quebrar uma invencibilidade de 39 jogos do Barcelona. O foco dos rivais agora são os primeiros jogos das quartas de final da Liga dos Campeões nesta semana. O Barça pega o Atlético de Madrid, na terça, e o Real, o Wolfsburg, na quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.