Real Madrid bate Villarreal e coloca pressão no rival Atlético

Brasileiro Marcelo se machuca e deixa o campo ainda no primeiro tempo

Agência Estado

08 de fevereiro de 2014 | 18h53

MADRI - Mesmo sem contar com o astro Cristiano Ronaldo, cumprindo o primeiro dos três jogos de suspensão que levou pela expulsão no empate com o Athletic Bilbao, o Real Madrid conseguiu ganhar do Villarreal por 4 a 2, neste sábado, no Estádio Santiago Bernabéu. E, com a vitória, encostou na liderança do Campeonato Espanhol.

O Real tem agora os mesmos 57 pontos do Atlético de Madrid, que mantém a liderança por levar vantagem nos critérios de desempate e joga ainda neste sábado, contra o Almería, pela 23.ª rodada do Campeonato Espanhol. Já o Villarreal, que faz uma ótima campanha na atual temporada, continua com 40 pontos, na quinta colocação.

Escalado como titular no Real, o lateral-esquerdo Marcelo deixou o campo ainda no primeiro tempo, aparentemente com dores nas costas, e preocupa para o próximo amistoso da seleção brasileira, contra a África do Sul, no dia 5 de março, em Johannesburgo - a convocação do técnico Luiz Felipe Scolari sai nesta terça-feira.

Quando Marcelo precisou ser substituído pelo português Fabio Coentrão, o Real já vencia o jogo por 1 a 0. O gol foi marcado pelo galês Gareth Bale logo aos sete minutos. O francês Benzema ampliou para os donos da casa aos 25, mas o Villarreal conseguiu diminuir ainda no primeiro tempo, com o espanhol Mario Gaspar aos 43.

Na segunda etapa, o atacante espanhol Jesé ampliou para o Real aos 19 minutos. Mas o Villarreal voltou a marcar na sequência, na cobrança de falta do mexicano Giovani dos Santos aos 24, e manteve a pressão sobre os donos da casa. Aí, Benzema fez seu segundo gol na partida, aos 31, e garantiu a vitória da equipe de Madri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.