Real Madrid continua sendo o clube mais rico do mundo

Mesmo com toda a crise, a recente saída de Ronaldo e a iminente de David Beckham, o Real Madrid continua encabeçando a lista dos 20 clubes mais ricos do mundo - seguido pelo arqui-rival Barcelona e pela Juventus - segundo o ranking da inglesa Deloitte, empresa contábil e de auditorias.Nos últimos oito anos a lista foi liderada pelo Manchester United, mas o clube merengue - o maior campeão do século XX - ultrapassou os ingleses no ano passado.Porém, o caixa recheado não anda dando frutos no departamento que mais marcou a história do Real Madrid: os títulos. O time da capital espanhola - menina dos olhos do ex-ditador Francisco Franco, que contribuiu muito para o crescimento do clube nos anos em que governou o país com mão de ferro - não ganha um campeonato sequer há três temporadas.A fortuna do Real é calculada em cerca de 292 milhões de euros (cerca de R$ 818 milhões), enquanto a do catalão Barcelona - antítese dos merengues nos tempos de ditadura - gira em torno de ? 259 milhões.Os italianos da Juventus seguem na terceira colocação do ranking com ? 251 milhões, e os ingleses de Old Trafford estão em quarto lugar, acumulando ? 242 milhões.As cifras da Deloitte são calculadas com base na temporada 2005/2006 e levam em conta a venda de ingressos, produtos licenciados pelos clubes e contratos de transmissão de jogos pela TV. Os números não incluem transações de jogadores, e todos os 20 clubes somam, apenas em vendas de ingressos, mais de 3 milhões de euros.Na lista há um total de oito clubes ingleses, entre eles, além do Manchester, os principais são: Chelsea, Arsenal e Liverpool. Os outros britânicos são o Newcastle(13.º), o Tottenham (15.º), o Manchester City (17.º), o West Ham United de Carlitos Tevez (19.º) e o escocês Rangers (18.º). Barça capitaliza lucros e títulosMesmo em segundo na lista dos clubes mais ricos, o Barcelona é o melhor exemplo de equilíbrio entre lucros e títulos. A equipe que conta com o craque mais badalado do momento (Ronaldinho Gaúcho) na temporada 2002/2003 figurava na 13.ª colocação e de lá para cá conseguiu um impressionante crescimento de 25% em seus cofres (e pagamento de parte de sua dívida que hoje está em ? 186 milhões), além de conquistar uma Liga dos Campeões (2005/2006), dois Campeonatos Espanhóis (2004/2005 e 2005/2006) e duas Supercopas Espanholas (2005/2006 e 2006/2007).Ao contrário de seu rival Real Madrid, que lucra com uma política totalmente voltada ao marketing de suas estrelas, o clube catalão mostra que dinheiro não é tudo para se alcançar o sucesso.Os 10 clubes mais ricos do mundo são:1.º - Real Madrid (ESP), ? 292 milhões (R$ 818 milhões) 2.º - Barcelona (ESP), ? 259 milhões (R$ 725 milhões) 3.º - Juventus (ITA), ? 251 milhões (R$ 702 milhões) 4.º - Manchester United (ING), ? 242 milhões (R$ 677 milhões) 5.º - Milan (ITA), ? 238 milhões (R$ 666 milhões) 6.º - Chelsea (ING), ? 221 milhões (R$ 618 milhões) 7.º - Inter de Milão (ITA), ? 206 milhões (R$ 576 milhões) 8.º - Bayern de Munique (ALE), ? 204,7 milhões (R$ 571 milhões) 9.º - Arsenal (ING), ? 192 milhões (R$ 537 milhões) 10.º - Liverpool (ING), ? 176 milhões (R$ 492 milhões)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.