Kiko Huesca/ EFE
Kiko Huesca/ EFE

Real Madrid derrota o Eibar, ultrapassa o Barcelona e pressiona o líder Atlético

Marco Asensio e Karim Benzema marcam os gols da vitória dos merengues sobre bascos

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2021 | 13h53

O Real Madrid conquistou uma importante vitória na tarde deste sábado. Os comandados de Zinédine Zidane venceram o Eibar, em casa, pelo placar de 2 a 0 e com o resultado, passaram o Barcelona na segunda colocação e agora também pressionam o Atlético de Madrid, líder do Campeonato Espanhol.

Restam apenas dez rodadas para o fim do torneio, que ainda está em aberto. Os merengues, com o novo triunfo, chegaram aos 63 pontos, com apenas três a menos que o time de Diego Simeone. Os catalães estão na 3ª colocação com 62. Tanto Atlético como Barcelona ainda jogam na rodada, contra Sevilla e Valladolid, respectivamente.

O novo triunfo do Real Madrid veio graças às participações importantes de brasileiros. O primeiro gol, marcado por Marco Asensio no fim do primeiro tempo, contou com assistência de Casemiro. Com um belo passe de trivela, o volante achou o companheiro espanhol que, em velocidade, ficou cara a cara com o goleiro. No arremate, acabou caindo, mas conseguiu vencer o arqueiro e marcar o primeiro gol da partida.

O segundo saiu dos pés do artilheiro Karim Benzema na segunda etapa. O francês, que vive ótima fase, recebeu passe de Vinicius Junior para balançar as redes adversárias. O atacante brasileiro invadiu a área pela esquerda, cruzou no alto e achou o companheiro no meio da área que venceu os rivais e cabeceou para ampliar a vantagem.

Em outra partida do Espanhol, o Villarreal venceu o Granada fora de casa, por 3 a 0, e ainda sonha com um lugar entre os quatro primeiros colocados da tabela. A equipe chegou aos 46 pontos na 5ª colocação, deixando para trás Real Sociedad e Betis.

Para o resultado positivo, os comandados de Unai Emery contaram com a estrela de Gerard Moreno, que anotou os três gols da sua equipe e da partida. O primeiro deles saiu logo aos 9 minutos, de pênalti. O segundo também ocorreu logo em sequência, aos 18, desta vez com a bola rolando e com a assistência de Manuel Trigueros.

O restante da primeira etapa seguiu truncada, com quatro cartões amarelos até que os times foram para o intervalo. Na volta dos vestiários Gerard Moreno marcou novamente e de novo de pênalti. No fim, Jorge Molina até tentou o gol de honra para a equipe da casa, mas acabou tendo seu gol de pênalti anulado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.