Alvaro Barrientos/AP
Alvaro Barrientos/AP

Real Madrid descarta Mourinho na seleção de Portugal

Técnico assumiria time de forma interina, mas não houve acordo

Agência Estado

18 de setembro de 2010 | 22h45

Pelo menos por enquanto, está frustrado o sonho do técnico José Mourinho de comandar a seleção de Portugal. Em meio aos boatos de que assumiria o time nacional de forma interina, apenas para os próximos dois jogos pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012, o Real Madrid confirmou neste sábado que não houve acordo entre o clube e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

"Nós demos o assunto como encerrado", disse Jorge Valdano, diretor-geral do Real Madrid, após a vitória sobre o Real Sociedad, pelo Campeonato Espanhol. "O Mourinho está chateado porque todo mundo gostaria de ajudar o seu país, mas não há ninguém a se culpar no clube", completou o dirigente, revelando que não houve um contato oficial da FPF.

"Não houve um pedido formal de Portugal, então nós não declaramos a nossa posição", contou Valdano. O diretor acrescentou que o presidente da FPF, Gilberto Madaíl, apenas entrou en contato com o dirigente máximo do Real para desistir da ideia. "Foi uma grande história na mídia, então o presidente da Federação Portuguesa ligou para o Florentino Pérez, mas foi para dizer que eles haviam desistido da ideia", afirmou.

Os boatos sobre a possível contratação de Mourinho para comandar Portugal tiveram início no fim desta semana. Ele seria o técnico interino da seleção nos jogos contra Dinamarca e Islândia, nos dias 8 e 12 de outubro, respectivamente. Isso porque não teria trabalho no Real, já que a maioria dos jogadores do clube estarão servindo os seus países.

O próprio Mourinho não escondeu a frustração por não poder comandar a seleção do seu país de origem. "Eu não entendo porque o Real não me deixará treinar Portugal quando eu não vou ter quase nada para fazer em Madrid", alegou. "Eu terei nove dias de folga em Madrid enquanto acontecerão os jogos internacionais (das datas Fifa)", disse.

Sem Mourinho, a FPF deve chamar o ex-jogador Paulo Bento para treinar a seleção. Atualmente desempregado, ele esteve à frente apenas do Sporting Lisboa em sua breve carreira como treinador. Portugal está sem técnico desde a demissão de Carlos Queiroz, no último dia 9.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.