Chema Moya/EFE e Albert Gea/Reuters
Chema Moya/EFE e Albert Gea/Reuters

Real Madrid e Barcelona disputam 'decisão' pelo Espanhol no Santiago Bernabéu

Time catalão soma 55 pontos na liderança do campeonato, enquanto clube merengue segue logo atrás com dois e menos

Redação, Estadão Conteúdo

01 de março de 2020 | 07h56

A importância do clássico entre Real Madrid e Barcelona será ainda maior neste domingo, quando os rivais se enfrentam no Santiago Bernabéu, às 17h. É quase uma decisão antecipada, principalmente para os donos da casa. O time catalão pode abrir cinco pontos na liderança em caso de vitória, uma vantagem considerável diante do equilíbrio entre eles na atual edição do Campeonato Espanhol.

A equipe do técnico Quique Setién soma 55 pontos contra 53 da de Zinedine Zidane. O Barcelona pulou na ponta na última rodada, quando goleou o Eibar por 5 a 0, na quarta vitória consecutiva, e viu o Real Madrid perder para o Levante por 1 a 0. O time de Madri já havia tropeçado um jogo antes, no empate com o Celta de Vigo.

"Ganhar o clássico significa muito. Queremos ser campeões e já teríamos isso em nossas mãos novamente com uma vitória", afirmou o goleiro Ter Stegen. "O clássico é sempre algo muito especial para todos nós. Estamos sempre ansiosos por isso e é algo realmente único", reforçou o alemão.

O Barcelona terá pelo menos três estreantes em clássicos no Santiago Bernabéu entre os titulares. De Jong, Griezmann e Braithwaite, que foi contratado recentemente do Leganés e deve encarar o Real Madrid. "É o jogo mais importante do mundo. Será muito intenso e sei que haverá tensão. Estou ansioso", afirmou o dinamarquês.

Piqué, que era dúvida, está confirmado para o clássico. O zagueiro estava reclamando de um desconforto no tornozelo direito desde o jogo contra o Napoli, terça-feira, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. A presença do jogador é importante porque o Barcelona não terá Jordi Alba e Sergi Roberto, lesionados, no setor defensivo.

Pelo lado do Real Madrid, Zidane tem problemas no setor ofensivo, onde não poderá contar com Hazard e Asensio, lesionados, e Rodrygo, suspenso. A equipe merengue sabe da importância da vitória contra o rival para recuperar o primeiro lugar, principalmente após o tropeço na Liga dos Campeões.

A equipe de Zidane perdeu para o Manchester City, em casa, no jogo de ida, e terá uma missão complicada para reverter na Inglaterra, no dia 17 de março. "Depois de uma noite muito difícil, vejo duas opções: podemos pensar na derrota de ontem ou trabalhar pela vitória de amanhã. Escolho a segunda. Cabeça e coração já estão no clássico", avisou o zagueiro e capitão Sergio Ramos, após o confronto de quarta.

O lateral-esquerdo Ferland Mendy resume o sentimento da equipe para enfrentar o Barcelona no clássico. "É um jogo que não é vivido da mesma maneira que o outro. É um jogo que você quer ganhar mais do que qualquer outro", avisou o francês, que colocou o brasileiro Marcelo no banco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.