Real Madrid e La Coruña vencem

O Deportivo La Coruña começou bem a segunda fase da Liga dos Campeões da Europa. Nesta quarta-feira, jogando no estádio Riazor, em La Coruña, a equipe espanhola bateu o Arsenal, da Inglaterra, por 2 a 0, pelo grupo D da competição.Javier Iureta, técnico do La Coruña, iniciou o jogo com os atacantes Makaay e Tristán, que foram os autores dos gols, e que deixaram a partida contundidos. A dúvida do treinador antes da partida era exatamente em escalar um dos dois.No início do jogo, o Arsenal dominava as ações e o La Coruña não conseguia sair para o ataque. Mas, aos nove minutos, o time da casa abriu o placar com o holandês Roy Makaay, aproveitando rebote na área do Arsenal. O segundo gol veio aos 25, com o atacante Diego Tristán, que recebeu passe de Valerón e bateu forte, de fora da área, para o fundo do gol de Wright.Três minutos depois de fazer o gol, Tristán, contundido, foi substituído por Amavisca. Roy Makaay também sentiu contusão e deixou o gramado aos quatro minutos do segundo tempo, substituído pelo uruguaio Pandiani. O brasileiro Djalminha entrou aos 28, em lugar de Valerón.Em Praga, pelo grupo C, o Real Madrid conquistou uma boa vitória sobre o Sparta Praga, 3 a 2. O atacante Fernando Morientes marcou por duas vezes. Zidane, de perna esquerda, fez o outro gol do time espanhol."Foi uma partida magnífica, que mostra o nível do futebol europeu. Soubemos nos defender muito bem quando fomos atacados, controlamos bem a bola. Além disso, criamos muitas oportunidades para ampliar o marcador. Mas foi um jogo muito difícil, não tivemos facilidade em nenhum momento. É importantíssimo iniciar a segunda fase conquistando três pontos", disse Vicente del Bosque, técnico do Real.Uma das surpresas do torneio, o Panathinaikos, não saiu de um empate sem gols contra o Porto, em Atenas. Os portugueses comemoraram o empate.A partida entre Juventus e Bayer Leverkusen foi adiada para o dia 28, devido à intensa neblina que caía sobre o estádio Delle Alpi, em Turim.Mudanças - Para a próxima temporada, poderá haver redução no número de partidas da segunda fase da Liga dos Campeões. "Temos muitas partidas e a questão sobre o fato de os jogadores atuarem demais continua em discussão", explicou Gerhard Aigner, secretário-executivo da Uefa, a entidade que comanda o futebol na Europa. "É claro que isso terá efeito sobre as cotas", revelou o dirigente. Foi a pedido dos próprios clubes que essa fase da competição apresenta um número excessivo de jogos, pois eles recebem mais das cotas de televisão. A idéia é se criar um torneio semelhante à fórmula utilizada na Copa Libertadores, ou seja, com as 32 equipes jogando a primeira fase divididas em grupos, e, depois, passando a jogar em oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinais e finais, em jogos de ida e volta."Será difícil os clubes aceitarem isso, pois receberiam menos. O ideal é que jogassem menos, mas recebendo o mesmo valor", declarou Aigner, que disse ainda não ter a intenção de fazer mudanças na forma de disputa da Copa da Uefa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.