Federico Titone
Federico Titone

Real Madrid faz doação de 1 milhão de euros para refugiados da Guerra na Ucrânia

Valor será destinado para a ACNUR e a Cruz Vermelha. Além dos recursos financeiros, o clube também se colocou à disposição para doar outras 13 mil peças de vestuário

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2022 | 14h56

O Real Madrid anunciou nesta quarta-feira a doação de 1 milhão de euros (R$ 5,6 milhões), para ajudar refugiados ucranianos. A ação faz parte da campanha "Todos com a Ucrânia", lançada no dia 5 de março pela Fundação Real Madrid. Com a intenção de aliviar a dor daqueles que estão deslocados e sofrem com os conflitos na Ucrânia, que foram iniciados pela invasão das tropas russas sobre o território ucraniano, o clube viabilizou um plano para auxiliar e trabalhar em conjunto com as principais ONG internacionais.

Dentre estas, estão a Cruz Vermelha e o Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), além de outras entidades parceiras da fundação em zonas de conflito. Essas instituições trabalham em conjunto para acolher e cuidar dos refugiados, tanto na Espanha quanto em outros países que fazem fronteira com a Ucrânia, como a Polônia, Romênia e Hungria.

"A campanha 'Todos com a Ucrânia' da Fundação Real Madrid continuará ativa enquanto for necessário e para facilitar um canal de doação direta que ajude a aliviar as necessidades da população deslocada tanto na Ucrânia como nos países fronteiriços ou no acolhimento de refugiados na Espanha", afirmou o clube em nota oficial.

O Real Madrid também fará a doação de 13 mil itens, de material esportivo e de vestuário, destinados para acolher os deslocados que chegam da Ucrânia. Além do clube espanhol, outros também se colocaram à disposição para amenizar a situação vivida na Europa. Dentre estes, estão o pSG, Lyon e Juventus, que auxiliaram com doações e resgate de feridos, vítimas dos bombardeios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.