Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Real Madrid leva sustos em casa, mas derrota lanterna Huesca no Espanhol

Com o resultado, time da capital chegou aos 57 pontos, na terceira colocação, com chances remotas de brigar pelo título

Redação, Estadão Conteúdo

31 de março de 2019 | 18h10

No segundo jogo do Real Madrid novamente sob o comando de Zinedine Zidane, o time levou sustos neste domingo, no Santiago Bernabéu, e chegou a correr riscos diante do lanterna do Campeonato Espanhol. Mas Benzema salvou no fim e garantiu a vitória sobre o Huesca por 3 a 2, pela 29ª rodada.

Sem Casemiro e com Marcelo de titular, Zidane surpreendeu neste domingo ao escalar o próprio filho no gol. Luca Zidane não chegou a decepcionar, mas sofreu dois gols do pior time do campeonato até agora.

Foi o próprio Huesca que saiu na frente no Santiago Bernabéu. Juan Camilo Hernandez abriu o placar logo aos três minutos de jogo. O surpreendente gol quebrou o ritmo de jogo do Real, que morou para assimilar a desvantagem no placar. Até que Isco empatou aos 25 minutos.

A virada dos favoritos veio apenas no segundo tempo. Aos 17, Dani Ceballos deixou o Real na frente pela primeira vez no placar. Mas, doze minutos depois, o lanterna da tabela voltou a aprontar. Xabier Etxeita mandou para as redes e deixou tudo igual novamente.

O jogo acabou decidido por Benzema aos 43 minutos. Após receber passe de Marcelo, em jogada que o próprio atacante iniciou, o atacante francês bateu com categoria no ângulo esquerdo e garantiu o triunfo do Real.

Com o resultado, o time da capital chegou aos 57 pontos, na terceira colocação, com chances remotas de brigar pelo título. O Barcelona segue na ponta, com 69, dez à frente do Atlético de Madrid, segundo colocado. Já o Huesca continua na última colocação, com apenas 22 pontos.

Ainda neste domingo, Valladolid e Real Sociedad empataram por 1 a 1, na casa do primeiro. O Valladolid, do presidente Ronaldo, é o 16º, com 30 pontos. E a Real Sociedad tem 37 e ocupa o 10º posto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.