Eloy Alonso/Reuters
Eloy Alonso/Reuters

Real para no goleiro do Sporting Gijón e começa o Espanhol sem marcar

Cristiano Ronaldo perde gol incrível no empate por 0 a 0 

Estadão Conteúdo

23 Agosto 2015 | 17h45

Real Madrid e Sporting Gijón contribuíram neste domingo para aumentar a baixa média de gols deste início de temporada no Campeonato Espanhol. O time de Madri bem que tentou tirar o zero do placar, mas as finalizações não foram as melhores e a equipe da casa contou com a excelente atuação do goleiro Cuellar para comemorar o ponto conquistado diante da potência de Madri. Com o 0 a 0 de Gijón, o Espanhol apresenta apenas três gols marcados em sete jogos realizados na rodada inaugural deste fim de semana.

No duelo em Gijón, o Real veio a campo com Jesé no lugar de James Rodríguez, na estreia do técnico Rafa Benítez na competição nacional. O colombiano entrou no decorrer da partida, mas não também não conseguiu deixar o seu gol.

A equipe da capital assustou os anfitriões logo aos 12 minutos de jogo, quando em passe perfeito de Modric, Bale driblou o goleiro Cuéllar, mas acabou concluindo na lateral da rede, do lado de fora.

O ímpeto madrilenho não parou por aí. Em várias oportunidades, faltas de Cristiano Ronaldo e jogadas perigosas do ataque, a equipe de Benítez teve chances claras de gol, mas a finalização nem sempre foi eficiente e o zero foi mantido no placar na saída para o intervalo.

Na volta dos vestiários, o Real manteve a pressão e viu Cuellar se destacar ainda mais, primeiro com defesa em chute de Isco e depois em cabeçada de Cristiano Ronaldo, que foi muito acionado durante todo o duelo.

Na parte final do duelo, o time da capital quase abriu o marcador em duas oportunidades com o craque português, mas parou novamente no talento de Cuellar. Na primeira delas, um chute forte de Cristiano Ronaldo consagrou Cuellar como o herói da partida em Gijón. Na segunda tentativa, o português tentou marcar em cruzamento de Carvajal, mas desta vez a bola foi por cima, sem a intervenção de Cuellar. O dia não era mesmo do ataque do Real.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.