Real Madrid perde apelação contra eliminação na Copa do Rei

O Real Madrid sofreu mais uma derrota nos tribunais e segue eliminado da Copa do Rei por conta da escalação irregular do russo Cheryshev na partida de estreia do clube no torneio, contra o Cádiz. O Comitê de Apelação da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) julgou o caso nesta quinta-feira e manteve a decisão de primeira instância.

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 18h41

Em nota, o Real disse que recebeu a resolução do Comitê e que "novamente se comprova que a sanção não foi notificada ao jogador Denis Cheryshev". "O clube, portanto, apresentou o recurso aos Tribunal Administrativo do Esporte (TAD, na sigla em espanhol", informou o Real, em referência ao órgão ligado ao Ministério do Esporte da Espanha.

O Real age com a certeza de que tem razão na causa, a ponto de seguir vendendo ingressos para a partida de volta contra o Cádiz, na próxima quarta-feira. O elenco também treina com o planejamento de que entrará em campo no meio da próxima semana. A RFEF, por sua vez, não designou árbitro para o suposto jogo.

Cheryshev foi colocado em campo pelo técnico Rafa Benítez na partida de ida, mas não poderia ter atuado pelo fato de que deveria cumprir suspensão de uma partida, ainda pela sequência de três cartões amarelos que recebeu pelo Villarreal na edição passada da Copa do Rei.

Como o terceiro amarelo foi recebido na partida que eliminou o Villarreal, ele deveria ter ficado fora deste confronto com o Cádiz, estreia do Real na atual edição. Cheryshev foi escalado como titular e abriu o placar na vitória por 3 a 1.

Na última quinta-feira, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, disse que a pena de exclusão da Copa do Real não era aplicável ao clube porque Cheryshev não havia sido notificado pessoalmente sobre a suspensão, que ocorreu quando o jogador estava emprestado ao Villarreal.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolReal MadridCopa do Rei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.