Juanjo Matín/ EFE
Juanjo Matín/ EFE

Real Madrid sofre, mas vence com gol de pênalti e abre vantagem na liderança

No estádio Santiago Bernabéu, equipe derrota o Getafe e soma 74 pontos na tabela do Espanhol

Redação, Estadao Conteudo

02 de julho de 2020 | 19h54

O Real Madrid sofreu mais do que esperava nesta quinta-feira, mas fez a lição de casa. No estádio Santiago Bernabéu, derrotou o Getafe por 1 a 0 e abriu importante vantagem na liderança do Campeonato Espanhol. O único gol da partida veio em cobrança de pênalti, aos 34 minutos do segundo tempo. O Real não vence o Nacional desde 2017.

O triunfo levou o Real a abrir quatro pontos sobre o vice-líder Barcelona na tabela: 74 a 70. A vantagem é importante porque o Espanhol tem apenas mais cinco rodadas e o arquirrival vive momento negativo, entre tropeços e crises de vestiário. Já o Getafe ocupa a sexta colocação, com 52 pontos.

Vindo de boas atuações, Vinicius Junior começou mais uma partida como titular do Real. Ele formou trio ofensivo com Isco e Benzema. O também brasileiro Casemiro jogou os 90 minutos. Apesar de reforçado, o ataque anfitrião tinha dificuldades, principalmente em razão da pouca inspiração do meio-campo. Modric estava em dia apagado.

Assim, o Real ficou devendo no primeiro tempo. Com pouca criatividade no ataque, o favorito ainda sofreu com as investidas ofensivas do Getafe, uma das surpresas da competição.

O jogo acabou sendo decidido num lance de bola parada. Dani Carvajal foi derrubado por Mathias Olivera dentro da área. E o árbitro anotou a penalidade, convertida por Sergio Ramos. Curiosamente, o mesmo Olivera havia pedido pênalti, não marcado pelo juiz, na jogada anterior.

O gol levou o Real Madrid a conquistar sua sexta vitória consecutiva no Espanhol, ficando cada vez mais perto da conquista.

Mais cedo, o Osasuna ganhou do Eibar por 2 a 0, fora de casa, enquanto a Real Sociedad bateu o lanterna Espanyol por 2 a 1, em seu estádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.