Andy Rain/ EFE
Andy Rain/ EFE

Real Madrid tenta aproveitar turbulência no Chelsea para buscar revanche na Liga dos Campeões

No outro jogo da rodada, Villarreal quer aproveitar mando de campo para abrir vantagem sobre o Bayern de Munique

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2022 | 05h00

O Chelsea enfrentará o Real Madrid em Londres nesta quarta-feira com o objetivo de repetir o encontro da última temporada que levou o time inglês à final da Liga dos Campeões. Desta vez, o duelo será pelas quartas de final e os comandados de Thomas Tuchel precisarão superar uma forte crise interna gerada pelas sanções feitas pelo governo britânico ao dono do clube, Roman Abramovich. O encontro de ida entre os clubes acontece no estádio Stamford Bridge, às 16h.

Sem poder contratar ou renovar o contrato de seus atletas, o Chelsea tem tentado contornar os estragos que o bloqueio de seus bens e a não entrada de verba vêm causando, pelo menos até que o clube consiga a liberação para ser vendido. Até o último fim de semana, a crise parecia estar apenas dentro dos escritórios do time londrino, mas a goleada por 4 a 1 sofrida para o Brentford em casa expôs algumas fragilidades que o elenco de Thomas Tuchel precisará superar para vencer o Real Madrid.

O técnico Thomas Tuchel demonstrou estar esperançoso quanto à chegada de um sucessor de Roman Abramovich. O treinador alemão falou sobre a manutenção de uma equipe forte para a próxima temporada e afirmou que espera um desafio difícil nesta terça-feira.

"É um grande desafio, mas também há um pouco de entusiasmo em torno destes embates. Sabemos o que vem aí. Será um jogo empolgante e um desafio complicado", disse Tuchel, que ainda pontuou o que deseja dos novos donos:  “Quero um elenco forte, muita confiança e apoio”.

Já o Real Madrid aposta suas fichas na Liga dos Campeões para superar a goleada por 4 a 0 sofrida diante do Barcelona no dia 20 de março. A oito rodadas do fim, o time madridista possui uma larga vantagem na liderança do Campeonato Espanhol, com 12 pontos de vantagem para o segundo colocado.

O Real Madrid deverá ter escalação parecida com a que conseguiu a classificação contra o PSG e aposta novamente em mais um dia inspirado da dupla formada por Benzema e Vinícius Júnior. O francês foi decisivo na classificação contra o PSG. No entanto, o time corre contra o tempo para ter o retorno do técnico Carlo Ancelotti à beira do campo. O treinador testou positivo para covid-19 nesta terça-feira e não viajou para Londres com a delegação. Caso o novo teste que será feito na manhã desta quarta dê negativo, o treinador viajará até a Inglaterra para acompanhar o jogo de perto.

Quando se enfrentaram na última temporada, o atual campeão Chelsea garantiu passaporte para a final após uma vitória por 2 a 0 em Londres e empate por 1 a 1 no jogo de volta.

VILLARREAL PODE SURPREENDER O BAYERN?

Talvez a grande surpresa da atual Liga dos Campeões, o Villarreal também estará em campo nesta quarta-feira para enfrentar o favorito Bayern de Munique. A partida também começa às 16h, marcada para acontecer no estádio de la Ceramica, antigo El Madrigal.

Atual campeão da Liga Europa, o Villarreal voltou às quartas de final da Liga dos Campeões pela primeira vez após 2009. Os comandados de Unai Emery conquistaram classificação após uma marcante vitória por 3 a 0 sobre a Juventus no jogo de volta das oitavas de final. No Campeonato Espanhol, o time vem de duas derrotas consecutivas.

"Respeitamos muito o Bayern e vamos tentar fazer uso dos nossos pontos fortes. Vamos jogar os 90 minutos em casa com o objetivo de manter viva a chance de classificação. Temos de aproveitar a oportunidade que temos de competir neste nível, cientes do favoritismo do Bayern e da qualidade da equipe", disse o técnico Unai Emery.

Já o Bayern de Munique voltou a abrir folga na liderança do Campeonato Alemão no último fim de semana e se aproximou do título a seis rodadas do fim. Após atuar abaixo da média no jogo de ida da Liga dos Campeões contra o RB Salzburg, o time alemão venceu por 7 a 1 no jogo de volta e chega embalado. Julian Nagelsmann exaltou a experiência do Villarreal.

"O Villarreal é o detentor da Europa League. Tem um treinador e uma equipe muito experientes e possui um estilo de jogo claramente definido. Derrotar a Juventus por 3 a 0 é um feito digno de registro. Queremos seguir em frente, mas só conseguiremos se estivermos ao melhor nível", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.