Javier Lizón/EFE
Javier Lizón/EFE

Real Madrid tenta confirmar oitava semifinal de Liga Campeões seguida

Equipe espanhola tem boa vantagem depois de ter feito 3 a 0 no jogo de ida

O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2018 | 11h18

Vencedor das últimas edições do torneio, o Real Madrid tentará nesta quarta-feira se classificar para as semifinais da Liga dos Campeões e para isso poderá perder por até dois gols de diferença para a Juventus no estádio Santiago Bernabéu, já que no jogo de ida na semana passada, em Turim, obteve uma vitória por 3 a 0.

+ Meia português pede uso do VAR após erro que prejudicou City na Liga dos Campeões

Presidente da Roma promete pagar multa por se jogar em fonte após classificação

Com uma atuação impecável no Allianz Stadium, com direito a gol de bicicleta de Cristiano Ronaldo, em reedição da final do ano passado, o dono de 12 títulos continentais ficou muito perto de mais uma vez marcar presença entre os quatro melhores.

Nem todo mundo se lembra, mas o Real viveu um jejum até o começo desta década, caindo seis vezes seguidas nas oitavas, de 2005 a 2010. Depois disso, caiu três vezes seguidas nas semifinais até obter a tão almejada Décima em 2014. Foi eliminado pela própria Juve antes da decisão em 2015 e depois deu a volta olímpica outras duas vezes.

Pela Juventus, ainda há um último suspiro na tentativa de que Buffon conquiste o título da Liga dos Campeões, que seria inédito na carreira do goleiro de 40 anos. O ídolo italiano anunciou que se aposentará ao final temporada e sonha com a taça, depois de ter sido vice três vezes, em 2003, em 2015 e no ano passado.

Os números favorecem a equipe madrilenha, já que até hoje ninguém derrubou uma desvantagem de três gols em uma eliminatória de ida e volta, mesmo entre os que decidiram em casa. 

O técnico Zinedine Zidane tem equipe completa do meio-campo para frente, mas enfrenta problemas para escalar a defesa. O capitão Sergio Ramos está suspenso, enquanto Nacho, substituto natural, está machucado.

A segunda opção é Jesús Vallejo, que jamais atuou pela competição e, além de tudo, ainda se recupera de uma sobrecarga muscular. Dessa forma, a alternativa seria improvisar Casemiro como zagueiro para jogar ao lado de Varane e escalar Kovacic na cabeça de área.

Com Modric e Isco descansados, o chamado trio BBC não ficará completo. Cristiano Ronaldo é intocável, e o francês ainda decidirá se Bale ou Benzema formará dupla com o craque português.

Na Juventus, Dybala, expulso na primeira partida, é desfalque certo. Por outro lado, Mandzukic está de volta e deverá ocupar o espaço deixado pelo argentino em uma das pontas, com Douglas Costa na outra e Higuaín centralizado. Além disso, na defesa, Benatia estará de volta depois de ter cumprido suspensão em Turim.

Prováveis escalações:

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Vallejo e Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric e Isco; Bale (ou Benzema) e Cristiano Ronaldo.  Técnico: Zinedine Zidane;

Juventus: Buffon; De Sciglio, Benatia, Chiellini e Alex Sandro; Matuidi, Khedira e Pjanic; Douglas Costa, Mandzukic e Higuaín. Técnico: Massimiliano Allegri.

Árbitro: Michael Oliver (Inglaterra), auxiliado pelos compatriotas Stuart Burt e Simon Bennett.

Local: Santiago Bernabéu, em Madri. 

Horário: 15h45. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.