Yiannis Kortoglou / Reuters
Yiannis Kortoglou / Reuters

Real Madrid vai ao Chipre em busca de vaga antecipada nas oitavas

Rodada também pode contar com a classificação do Liverpool

EFE

21 Novembro 2017 | 11h28

Perto das oitavas de final da Liga dos Campeões, mas em um momento conturbado de resultados, o Real Madrid busca uma vitória sobre o APOEL Nicósia no Chipre para selar a classificação antecipada nesta terça-feira, enquanto o embalado Liverpool visitará o Sevilla com o mesmo objetivo.

+ Com nariz fraturado, Sérgio Ramos desfalca Real Madrid na Liga dos Campeões

+ Klopp admite dificuldades em Sevilha, mas sonha com vaga antecipada

A equipe treinada por Zinedine Zidane ocupa a terceira posição no Campeonato Espanhol, com dez pontos a menos que o líder Barcelona, um incômodo ainda somado à recente derrota por 3 a 1 para o Tottenham fora de casa pelo torneio continental, o que deixa o clube espanhol na segunda posição do grupo H. Três pontos atrás dos ingleses, o Real terá pela frente o lanterna do grupo.

A expectativa no clube é que o atacante Cristiano Ronaldo, que só marcou um gol na atual edição do Espanhol, mantenha o desempenho apresentado nesta temporada na Liga dos Campeões, na qual balançou as redes seis vezes em quatro jogos.

+ Infográfico: Tudo sobre a Liga dos Campeões

Devido a lesões, serão desfalques o goleiro Keylor Navas, o atacante Gareth Bale e o zagueiro Sergio Ramos, que fraturou o nariz no empate em 0 a 0 com o Atlético de Madrid no último sábado. A tendência é que Kiko Casilla assuma o gol, Nacho complete a zaga e Marco Asensio ou Dani Ceballos entrem no meio.

Além disso, o lateral-direito Dani Carvajal, recém-recuperado de uma lesão, talvez seja poupado, o que pode dar ao jovem Achraf Hakimi, de 19 anos, uma oportunidade de ser titular contra o APOEL no estádio GSP.

Ainda vivo, embora longe de seguir na Liga dos Campeões, o time cipriota tem como meta mais próxima a terceira posição do grupo, que dá acesso à Liga Europa. Mas essa missão não será nada fácil: será preciso tirar pontos do vice-líder e, na última rodada, do líder.

No mesmo dia, o Borussia Dortmund, que ocupa o terceiro lugar com os mesmos dois pontos que o APOEL, receberá o Tottenham no Signal Iduna Park. Um empate classificará os ingleses e eliminará os alemães já na penúltima rodada.

Pelo grupo E, o Liverpool poderá se classificar antecipadamente para as oitavas de final caso vença o Sevilla fora de casa. Ao time espanhol, esta será a oportunidade de assumir a liderança, atualmente ocupada pelo clube inglês, que tem apenas um ponto de vantagem.

A partida será disputada após o outro confronto do grupo, entre Spartak Moscou e Maribor, que se enfrentam na Rússia. Em caso de derrota do time da casa, atual terceiro colocado, um empate será suficiente para os comandados de Klopp avançarem no torneio.

O Liverpool chega à partida em seu melhor momento na temporada, com quatro vitórias consecutivas em todas as competições e com o chamado 'quarteto fantástico', formado por Mohammed Salah, Philippe Coutinho, Sadio Mané e Roberto Firmino, todos em boa fase e à disposição de Jürgen Klopp.

O técnico alemão não terá desfalques significativos, e tudo indica que o zagueiro Joel Matip, que não jogou na goleada por 3 a 0 sobre o Southampton no sábado devido a uma dores musculares, voltará ao time.

Outros dois que voltarão serão o lateral-direito Joe Gomez, que foi poupado contra os 'Saints', e o goleiro Loris Karius, reserva habitual no Campeonato Inglês e titular indiscutível na Liga dos Campeões.

No Sevilla, o técnico Eduardo Berizzo poupou algumas peças na vitória por 2 a 1 sobre o Celta de Vigo no último sábado, como o lateral-direito Gabriel Mercado, o meia Éver Banega e o meia-atacante Joaquín Correa.

O bom desempenho de Nolito, que marcou um gol contra o Celta, pode mantê-lo como titular no setor ofensivo, em detrimento de Correa. O zagueiro Nico Pareja e o português Daniel Carriço, que se recuperam de lesões, são desfalques certos para Berizzo na próxima partida.

Já classificado para as oitavas e com 100% de aproveitamento na 'Liga', o Manchester City buscará uma vitória sobre o lanterna Feyenoord em casa nesta terça-feira para tentar se garantir na primeira posição do grupo F. Para que isso se confirme, também é preciso que o vice-líder Shakhtar Donetsk tropece contra o Napoli.

Apesar de não ter revelado o time que irá a campo, o técnico Pep Guardiola antecipou que o zagueiro John Stones desfalcará a equipe por seis semanas devido a uma lesão na coxa.

Para o Shakhtar, basta um empate fora de casa com o Napoli para avançar à próxima fase do torneio. Se vencer, o time ucraniano ainda poderá brigar pela liderança do grupo contra o City na última rodada.

Também em atividade nesta terça-feira, o grupo G terá o confronto entre Besiktas e Porto, líder e vice-líder, respectivamente. O clube turco precisa de um empate para se classificar ou de uma vitória para garantir a primeira posição até o fim.

Outra possibilidade é que ambos se classifiquem juntos, caso o RB Leipzig, atual terceiro colocado, não vença o Monaco e o Porto derrote o Besiktas. Por outro lado, se portugueses e alemães vencerem, o grupo seguirá com nenhum time classificado.

Para o Monaco continuar na disputa pelas oitavas de final até a última rodada, não poderá perder em casa para o Leipzig e terá de torcer por uma vitória do Besiktas sobre o Porto. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.