Kiko Huesca/EFE
Kiko Huesca/EFE

Real Madrid aposta na tradição e na dupla Benzema/Vinicius Jr para eliminar o PSG, de Neymar e Messi

Time de Madrid perdeu por 1 a 0 para o rival francês no jogo de ida das oitavas da Liga dos Campeões, em Paris, e agora tenta, em casa, reverter a situação

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de março de 2022 | 05h00

O Real Madrid aposta em sua tradição com 13 conquistas e na dupla Benzema e Vinícius Júnior para reverter a vantagem obtida pelo Paris Saint-Germain na partida de ida (1 a 0), na França, e obter mais uma vez a vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, às 17 horas (de Brasília), no Santiago Bernabéu.

Apesar de não estar em grande fase, o PSG coloca todas as suas fichas no badalado trio formado por Messi, Neymar e Mbappé na tentativa de finalmente conquistar o título europeu pela primeira vez em sua história. Um empate leva os franceses para a próxima fase.

O técnico Carlo Ancelotti abusa da larga experiência para acalmar os ânimos em Madri. "Temos de ser intensos, mas não loucos. É preciso imprimir um ritmo forte na partida, mas também temos de marcar em bloco", disse o italiano. "Nosso objetivo não é parar apenas Mbappé. Precisamos parar Messi, Neymar e os outros bons jogadores que o PSG possui em sua equipe."

O brasileiro Vinicius Jr., um dos melhores da equipe espanhola no momento, mostrou seriedade pelo duelo e respeito com o adversário. "O PSG é uma equipe fantástica. Se queremos virar a vantagem, eu terei de fazer o dobro, Karim (Benzema) terá de fazer o dobro, Luka (Modric) também. Não vai servir fazer apenas um bom jogo. Teremos de ser mais do que bons", disse o ex-atleta do Flamengo.

Do lado do PSG é fácil perceber que a classificação é esperada com ansiedade. O time francês trilha esse caminho em busca da Liga dos Campeões desde a xcontratação de Neymar. "Esta é uma partida para jogadores que não têm medo. É um jogo para desfrutar todo o tempo, pois são momentos que não serão repetidos. Por isso preparei mais a cabeça para ajudar meus companheiros. A parte mental precisa estar forte para termos a partida de nossas vidas", afirmou Neymar, de quem se espera muito em Madri.

A ligeira vantagem obtida no primeiro duelo em solo francês - vale lembrar que não há mais a regra do gol fora de casa - não ilude o craque brasileiro do PSG. "Este é o duelo que sempre será 50-50. As duas equipes sempre terão chances iguais, pois há bons jogadores dos dois lados. Vamos ter de fazer uma partida melhor do que a primeira para conseguirmos atingir o nosso objetivo."

Responsável por dividir com Neymar a armação das jogadas do PSG, Messi vai pisar pela primeira vez no Santiago Bernabéu com a camiseta de um outro time que não a do Barcelona. Por 17 temporadas, o argentino enfrentou o Real pela equipe catalã e marcou 26 gols no clássico, 15 deles em Madri. Messi não vivi uma temporada de encher os olhos, ainda tem dificuldades para se encontrar em campo, mas continua sendo um dos principais jogadores da Europa.

CITY

No outro duelo destas oitavas de final da Liga dos Campeões, o Manchester City recebe o Sporting depois de marcar 5 a 0 em Lisboa, tornando a partida na Inglaterra um 'amistoso de luxo'. A maior atração da partida será a presença do ucraniano Oleksandr Zinchenko.

O técnico Pep Guardiola informou que o lateral-esquerdo está 'pronto' para entrar em campo, apesar dos conflitos de seu país com a Rússia. "Temos apenas 14 jogadores em totais condições para a partida, mas Zinchenko, apesar dos problemas pessoais pelos quais está passando, está em boas condições para atuar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.