Real Múrcia é rebaixado, mas Racing se salva na Espanha

Clube não consegue comprovar ter condições financeira para disputar a segunda divisão do Campeonato Espanhol

Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2014 | 16h17

A LFP, liga que organiza o Campeonato Espanhol, confirmou nesta quinta-feira, de forma definitiva, o rebaixamento do Real Múrcia da segunda para a terceira divisão. O clube, que chegou a lutar pelo acesso na temporada passada, não conseguiu comprovar ter condições financeira para disputar a chamada Liga Adelante (segunda divisão), uma vez que está afundado em dívidas.

Há uma semana, o Múrcia, assim como o Racing Santander, também ameaçado à época, apresentou a documentação exigida pela LFP e chegou a comemorar a permanência na segunda divisão. Na sexta, porém, a liga explicou que uma auditoria atestou que não há solvência financeira que garanta ao clube pagar os custos de disputar a Liga Adelante.

O Múrcia quitou a dívida com os jogadores (especulados 700 mil euros), mas não conseguiu um parcelamento viável da dívida de 12 milhões de euros com a Fazenda. Por isso, nesta sexta-feira da LFP decidiu pelo rebaixamento. Assim, o Mirandès, que havia caído, fica na segunda divisão.

De acordo com o site do jornal espanhol Marca, cerca de 500 torcedores do Múrcia foram a Madri para protestar na sede da LFP contra o rebaixamento, mas quando eles chegaram à capital espanhola a decisão já estava tomada. Mesmo assim ele fizeram um protesto pacífico no local antes de voltarem para casa.

O Múrcia já disputou 18 vezes a elite espanhola. Na temporada passada, a equipe foi quarta colocada na segunda divisão espanhola e se classificou para os playoffs (os dois primeiros sobem e os quatro seguintes disputam duas vagas). Ali, acabou derrotada pelo Córdoba. 

Já o Racing Santander, que conseguiu provar que pode honrar suas dívidas e teve sua permanência na segunda divisão anunciada nesta quinta-feira, é o 14.º clube no ranking histórico do Campeonato Espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.