Real não reverte suspensão de Zidane

O Real Madrid esperneou o quanto pôde, mas teve de se conformar em não contar com Zidane no jogo de domingo contra o Valencia, quando estará em jogo a liderança do Campeonato Espanhol - o Real tem dois pontos de vantagem. O clube tentou dois recursos para anular a expulsão do francês no jogo de quarta-feira contra o Sevilla pela Copa do Rei, mas não teve sucesso. Para contribuir com a punição de Zidane, o Sevilla publicou em seu site oficial na Internet, um artigo relembrando todas as jogadas mais violentas do francês, desde quando defendia a Juventus.No início da noite desta sexta-feira na Espanha, o Comitê de Apelação da Federação de Futebol negou o primeiro recurso apresentado pelo Real, explicando que Zidane não agrediu o zagueiro Pablo Alfaro, mas teve um comportamento violento. Além de confirmar a suspensão de um jogo ao francês, a Federação aplicou uma multa de 90 euros ao Real Madrid e de 601 euros ao atleta.Imediatamente, os advogados do clube recorreram ao Comitê Espanhol de Disciplina Desportiva, que após algumas horas de reunião ratificou a decisão da federação: Zidane está fora do clássico.A ausência de Zidane foi recebida com alívio pelo presidente do Valencia, Jaime Ortí. Ele temia que o francês fosse liberado para jogar graças ao poder do Real Madrid. "Seria algo incompreensível se Zidane jogasse domingo", disse.Os jogadores do Real não comentaram o assunto e tentaram diminuir a tensão que cerca o jogo. "Mesmo que a gente vença o Valencia, a temporada não acaba. Ainda tem muito campeonato pela frente", disse o goleiro Iker Casillas. Rafa Benitez, técnico do Valencia, também disse que o jogo não definirá nada. "A vantagem não será decisiva se o Real Madrid ganhar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.