Real nega liqüidação e garante técnico

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, rompeu o silêncio e nesta quarta-feira, em entrevista coletiva, tentou abafar a crise que tomou conta do clube nas últimas semanas, em conseqüência da eliminação nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões da Europa com a derrota para a Juventus de Turim, e da campanha abaixo da expectativa no Campeonato Espanhol.O dirigente contou que teve uma reunião com membros da comissão técnica e os jogadores, e negou que o clube pretenda fazer uma ?liquidação? de jogadores, como vinha sendo insistentemente especulado pela imprensa espanhola. Além disso, fez questão de garantir o emprego do técnico Vanderlei Luxemburgo. O dirigente acha que os jogadores estão sendo tratados de maneira injusta e pediu o apoio dos torcedores. ?Não vamos jogar pedras sobre o nosso próprio telhado?, alertou.Veja os principais pontos da entrevista: LUXEMBURGO - "Luxemburgo conta com toda a nossa confiança e o total apoio do clube. Queremos construir nosso futuro com ele?.REUNIÃO - "Tivemos uma reunião oportuna, que serviu para fortalecer a união do grupo e o trabalho. Lembrei a eles (jogadores) que todos fazem parte do elenco do Real Madrid e que nos últimos anos têm conseguido mostrar um futebol espetacular. Só que agora precisam se recuperar do golpe psicológico em que se transformou a eliminação em Turim?.CRÍTICAS - "Aceitamos as críticas, porém não podemos nos esquecer o que estes jogadores já fizeram pelo Real Madrid. Essas críticas não podem afetar a dignidade dos jogadores, que estão sendo tratados de forma injusta. Respeitamos as críticas e acreditamos que elas pode contribuir para a evolução, mas elas podem ser perigosas quando atacam a instituição?.PRESSÃO - "Criamos uma pressão enorme em torno do clube e os jogadores podem ter sentido. Estamos abaixo do esperado, mas temos condições de nos recuperar. Temos agora que fazer o diagnóstico correto do problema e encontrar soluções?. LIQÜIDAÇÃO - ?Eu nunca disse que algum jogador nosso estava a venda. Todos têm contrato em vigor e todo o nosso carinho. Raul, por exemplo, é um dos jogadores mais importantes da história do clube. Sua mensagem é sempre positiva?.TORCEDORES - "Peço aos torcedores que não caiam na armadilha dessa situação de adversidade. Peço que não atirem pedras contra seu próprio telhado. Agora, mais do que nunca, devem apoiar a equipe e demonstrar esse apoio?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.