Real paga US$ 30 milhões por Robinho

O Real Madrid depositou US$ 30 milhões (cerca de R$ 70 milhões) na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta quinta-feira, para conseguir a liberação de Robinho. O valor corresponde justamente aos 60% que pertencem ao Santos dos US$ 50 milhões previstos como multa pela rescisão contratual do jogador. Assim, o clube espanhol espera acabar com a novela e anunciar a contratação de seu novo ?galáctico?.De Pequim, onde o Real está fazendo uma excursão, o assessor de imprensa do clube, Antonio Garcia Ferreras, foi o primeiro a confirmar a manobra. Depois, na sede da CBF, no Rio, o empresário Wagner Ribeiro, que representa o jogador, deu mais detalhes.?Está certo. Eu acabei de depositar o dinheiro na conta da CBF para ser repassado ao Santos?, revelou Wagner Ribeiro na tarde desta quinta-feira. ?Robinho está esperando apenas o certificado da transferência para poder viajar. Ele abriu mão dos 40% que tinha direito para ver realizado o sonho de jogar no Real Madrid.?Novela - Apesar do desejo de Robinho, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, se recusou a vendê-lo. Não aceitou a primeira proposta do Real (US$ 25 milhões) e nem quis negociar mais. Garantiu que o jogador de 21 anos só sairia da Vila Belmiro se alguém pagasse os US$ 50 milhões de multa pela rescisão contratual.Depois de uma longa novela, o Real resolveu aumentar a oferta e Robinho também cedeu sua parte para que o negócio fosse concretizado. Assim, o jogador abriu mão de uma fortuna, cerca de US$ 20 milhões, valor que corresponde aos 40% da negociação - parte dos direitos federativos que pertencem a ele próprio e ao empresário Wagner Ribeiro.Agora, o departamento jurídico da CBF informou que entrará em contato com o Santos para saber qual será o procedimento a ser tomado na questão. A diretoria santista ainda não se pronunciou sobre o caso. Mas Robinho já está com as malas prontas para viajar e se apresentar ao Real Madrid.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.