Armando Babani|EFE
Armando Babani|EFE

Título europeu rende R$ 88 milhões a atletas e funcionários do Real

Pelo desempenho em campo no torneio europeu, clube do Bernabeu deve receber cerca de R$ 214,6 milhões da Uefa

O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2016 | 11h12

Os jogadores do Real Madrid entraram para a história do clube no último sábado ao conquistarem a 11ª taça da Liga dos Campeões da Europa madridista. A vitória, assim como 'La Décima', há dois anos no Estádio da Luz, em Lisboa, foi sobre o maior rival local, o Atlético de Madrid, desta vez no San Siro, em Milão. 

Mas os comandados por Zinedine Zidane não ganharão somente um espaço no memorial do clube. Cada atleta campeão receberá uma premiação de 600 mil euros (R$ 2,407 milhões), acordado previamente com a diretoria. Segundo o jornal espanhol AS, o total chegará a 13,2 milhões de euros (R$ 52,97 milhões).

Soma-se a essa quantia os 200 mil euros (R$ 802,5 mil) e um carro de uma patrocinadora prometidos pelo presidente Florentino Perez durante as quartas de final, contra o Wolfsburg. Após a derrota por 2 a 0 na Alemanha, o mandatário garantiu a quantia caso o time revertesse a vantagem na partida de volta. Em Madri, Cristiano Ronaldo fez os três gols da partida e liderou a virada do Real. Este estímulo de Florentino custou 4,4 milhões (R$ 17,62 milhões). 

Além dos jogadores, a comissão técnica e os funcionários da instituição também receberão um prêmio pela conquista continental, elevando o valor completo do bônus para além dos 22 milhões de euros (R$ 88,28 milhões).  

PRÊMIO DA UEFA

Se os jogadores recebem um prêmio em dinheiro do clube, o próprio Real Madrid irá obter um valor da Uefa, organizadora do torneio europeu. No começo da competição, a entidade detalhou quanto pagaria a cada participante da Liga dos Campeões. 

A simples classificação à fase de grupos rendeu 12 milhões de euros (R$ 48,15 milhões) aos cofres do Santiago Bernabéu. Por cada vitória na primeira fase, os madridistas receberam 1,5 milhões de euros (R$ 6,02 milhões), e 500 mil euros (R$ 2 milhões) por empate. A campanha de cinco triunfos e uma igualdade, portanto, equivaleram a 8 milhões de euros (R$ 32,04 milhões).

O avanço às oitavas de final valeram 5,5 milhões de euros (R$ 22,07 milhões). Outros 6 milhões de euros (R$ 24,07 milhões) foram pagos pela participação na quartas de final. Pela semifinais, mais 7 milhões de euros (R$ 28,09 milhões). O pênalti convertido por Cristiano Ronaldo garantiu 15 milhões de euros (R$ 60,19 milhões) ao campeão da Europa. 

Apenas pelo rendimento em campo, portanto, o Real Madrid conseguiu 53,5 milhões de euros (R$ 214,67 milhões). Mais do que esse valor, o clube ainda receberá um montante pelos direitos de transmissão de suas partidas, dividido de forma diferente entre os integrantes da Liga dos Campeões 2015/16. Alguns site europeus especulam que esse valor deva chegar a 40,9 milhões de euros (R$ 164,11 milhões). Caso essa soma seja confirmada, a "UnDécima" chegará a 94,4 milhões de euros (R$ 378,78 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.