Real perde para o Getafe por 2 a 1

Se a torcida do Real Madrid ficou desapontada pela eliminação na Copa dos Campeões, ela ficou mais ainda após a rodada deste domingo do Campeonato Espanhol. Jogando fora de casa contra o Getafe, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo perdeu por 2 a 1 e praticamente deu adeus às pretensões de conquistar o título nacional.Com a derrota, o líder Barcelona abriu 11 pontos de diferença sobre a equipe da capital espanhola. Faltando dez rodadas para o final do torneio, o Real Madrid precisa vencer e torcer contra o Barcelona. Mas o time de Ronaldinho Gaúcho e Belletti parece não vacilar.O técnico Vanderlei Luxemburgo praticamente jogou a toalha e assumiu toda a responsabilidade da derrota. "Eu sou o maior culpado. São 11 pontos que nos separam, ou seja, quatro jogos, mas temos de continuar jogando. Precisamos continuar trabalhando para garantir a vaga na Copa dos Campeões, pois vencer o Campeonato Espanhol ficou muito difícil", disse.O meio-campista Guti concorda com seu comandante e critica o baixo astral que se instaurou no time. "Ganhar o campeonato é impossível, porque além de estarmos com 11 pontos a menos, não levantamos a cabeça. Uma equipe que não ganha as suas partidas e ainda tem dificuldade para chegar ao gol adversário não pode almejar o título", reclamou.Os resultados negativos começam a colocar em risco os Galácticos, como Ronaldo, Raúl e Beckham, além de colocar uma corda no pescoço do técnico Vanderlei Luxemburgo. A torcida está insatisfeita com o rendimento do time e a eliminação para a Juventus no meio de semana instalou uma crise na equipe.Jogando em casa, o Getafe provou que qualquer equipe bem montada em campo pode bater os Galácticos. Ocupando a 15ª posição no torneio, o time abriu o placar logo na primeira etapa, aos 37 minutos, com Raúl Albiol. Foi uma ducha de água fria nas pretensões do Real Madrid e no projeto de criar o maior time do mundo.Na segunda etapa, o técnico Luxemburgo bem que tentou virar o jogo, mas o gol de Riki aos três minutos praticamente acabou com as ilusões da equipe madrilenha. Podia-se perceber no semblante dos jogadores a tristeza e a apatia.Luxemburgo tirou Raúl Bravo, Figo e Zidane, colocando em campo Palencia, o inglês Owen e o argentino Solari. A equipe melhorou um pouco, mas o gol saiu apenas aos 45 minutos, em um belo chute de Solari, de fora da área. Mas não dava tempo para mais nada. E a derrota promete mexer com as estruturas do time durante a semana."Agora teremos um período muito ruim, difícil para todos da equipe. Temos de mostrar nosso lado profissional, ter orgulho e arrumar forças para chegar o mais alto possível na competição. Precisamos representar o clube e responder aos torcedores. O Real Madrid é muito importante e precisamos ter consciência de que existem muitos torcedores que amam esta camisa", concluiu Guti, que preferiu evitar pedir apoio à torcida do time: "a única mensagem que podemos dar é jogando bola e ganhando as partidas."Outros resultados: Atlético de Madrid x Valência: Albacete 0 x 1 Deportivo La Coruña; Levante 4 x 0 Osasuna; Villarreal 4 x 1 Espanyol; Real Sociedad 2 x 1 Numancia; Racing Santander 3 x 0 Mallorca; Sevilla 0 x 1 Zaragoza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.