Real tem quase um time para dispensar

O técnico português Carlos Queiroz fez as contas e chegou à conclusão de que o Real Madrid pode dispensar pelo menos nove jogadores para a próxima temporada. O novo treinador da equipe pretende trabalhar com 23 dos 32 atletas de que o elenco dispõe no momento. Segundo o jornal espanhol Marca, o clube deve liberar os brasileiros Júlio César e Rodrigo Fabri, o colombiano Congo, o argentino Cambiasso, além dos espanhóis Celades, Munitis, Tote, Julio Alvarez e Aganzo. O brasileiro Flávio Conceição, o inglês McManaman e o espanhol Morientes também são dispensáveis, mas o passe deles custa muito.

Agencia Estado,

19 de julho de 2003 | 13h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.