Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

Real Madrid vence, mas Granada impede gol 500 de Cristiano Ronaldo

Time merengue suou mais do que o esperado para ganhar por 1 a 0

Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2015 | 13h00

O Real Madrid suou muito mais do que o esperado, esteve longe de seus melhores dias, mas saiu de campo com os três pontos neste sábado. Diante de sua exigente torcida no Santiago Bernabéu, o time da capital contou com o gol solitário de Benzema para vencer o Granada por 1 a 0, pela quarta rodada do Campeonato Espanhol.

O time da casa deve ter se surpreendido com a postura do adversário, que agrediu e chegou a ter um gol mal anulado no primeiro tempo. O Granada também não tirou a atenção da defesa e impediu que Cristiano Ronaldo, que vinha de oito gols nos últimos dois jogos, marcasse o seu de número 500.

Mas a vitória veio e o Real assumiu provisoriamente a ponta da tabela do Campeonato Espanhol, com dez pontos. Na quarta-feira, a equipe volta a campo para enfrentar o Athletic Bilbao, fora de casa. Já o Granada parou nos três pontos, é o 12.º e recebe a Real Sociedad na terça.

A dificuldade madrilenha ficou evidente desde o início neste sábado, tanto que a primeira chance da equipe só foi acontecer aos 18 minutos. Isco deu bom passe para Cristiano Ronaldo, que dominou e bateu firme. Fernández defendeu, mas a sobra ficou com Benzema, que pegou muito mal e jogou longe.

No minuto seguinte, o Granada mostrou que estava disposto a surpreender e chegou a marcar com El-Arabi, mas o auxiliar marcou impedimento, inexistente, e o árbitro anulou.

O jogo era equilibrado e as equipes perderiam mais duas chances antes do intervalo. Aos 30, Cristiano Ronaldo rolou para Modric, que bateu sozinho da marca do pênalti. O goleiro defendeu com o pé. Oito minutos depois, saiu a resposta do Granada. Isaac recebeu de El-Arabi e saiu na frente de Navas, que bloqueou o atacante.

Em meio a tanta dificuldade, o Real só conseguiu respirar um pouco na volta para ao segundo tempo. Aos nove minutos, Isco recebeu de Cristiano Ronaldo pela esquerda e cruzou com perfeição na cabeça de Benzema, que tocou para a rede e abriu o placar.

O gol não diminuiu o ritmo do Granada. Isaac chegou a ter ótimo momento, de frente para Navas, mas tentou por cobertura e jogou para fora. Depois, foi a vez de El-Arabi fazer grande jogada e ficar de frente para o goleiro, que saiu bem do gol e abafou a finalização.

Com o passar do tempo, o ímpeto das duas equipes diminuiu e o jogo ficou morno. O Real só voltou a levar perigo aos 38 minutos, quando Chreyshev aproveitou cruzamento e bateu perto, no último bom momento da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.