Alvaro Barrientos/AP Photo
Alvaro Barrientos/AP Photo

Real volta a jogar mal e sofre, mas vence o Alavés pelo Espanhol

Aos 21 anos, jovem Dani Ceballos marca duas vezes e salva partida da equipe merengue

Estadão Conteúdo

23 de setembro de 2017 | 13h37

O Real Madrid definitivamente não vive boa fase. Neste sábado, a equipe voltou a jogar mal, foi pressionado e precisou suar muito para derrotar o frágil Alavés por 2 a 1, fora de casa, pela sexta rodada do Campeonato Espanhol. O time da capital pode agradecer ao jovem Dani Ceballos, de 21 anos, autor dos dois gols e herói do triunfo.

Apesar do resultado, o Real segue longe do líder Barcelona, em quarto, com 11 pontos - o rival tem 15 e ainda atua na rodada. Na terça-feira, a equipe merengue volta a campo para um difícil duelo diante do Borussia Dortmund, na Alemanha, pela Liga dos Campeões. Já o Alavés é o penúltimo colocado do Espanhol, ainda sem pontuar, e visita o Levante no sábado que vem.

Não foi desta vez que Zinedine Zidane viveu um confronto familiar, já que seu filho Enzo, emprestado pelo Real ao Alavés, sequer foi relacionado para a partida. Mas o treinador tinha preocupações maiores e viu seus comandados largarem bem aos nove minutos, quando Asensio recebeu de Cristiano Ronaldo pela esquerda e tocou para a área. Dani Ceballos recebeu, dividiu com a defesa e bateu para marcar o primeiro.

Mas foi só no primeiro tempo. O Real não se encontrava em campo e via Cristiano Ronaldo, inoperante, pouco ajudar. Lucas Vázquez e Nacho ainda perderam boas oportunidades, mas o time madrilenho pouco incomodava os donos da casa.

O Alavés, então, foi se soltando e conseguiu o empate aos 39 minutos. Munir recebeu pela direita e cruzou na cabeça de Manu Garcia, que finalizou no ângulo esquerdo de Navas para marcar apenas o primeiro gol da equipe no campeonato.

Só que a alegria durou pouco, porque o Real voltaria a ficar na frente apenas três minutos depois, contando com erro do adversário. Após cruzamento da direita, Pacheco tentou afastar o perigo mas se chocou com um zagueiro. Ceballos aproveitou a sobra e bateu da entrada da área no canto esquerdo.

O Real voltou ainda pior para a etapa final, mas viu Cristiano Ronaldo quase marcar um golaço em um lampejo. Aos 17 minutos, o craque recebeu pela direita, deu elástico no marcador e bateu de canhota, mesmo com pouco ângulo. A bola pegou curva e bateu na trave.

A partir daí, porém, o domínio foi do Alavés, que só não empatou porque a trave ajudou o Real. Aos 24 minutos, Pedraza arriscou da entrada da área, a bola desviou e tocou no travessão de Navas.

O Real respondeu aos 28, quando Pacheco voltou a falhar e entregou para Sergio Ramos, que isolou da marca do pênalti. Mas a equipe seria salva novamente pela sorte aos 30. Pedraza ganhou dividida de Varane e arrancou sozinho. De frente para Navas, tocou por baixo do goleiro. A bola mansamente tocou a trave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.