Rebelo suspende trabalhos novamente

Prevendo o naufrágio total na CPI da CBF/Nike, o presidente da comissão, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), suspendeu mais uma vez os trabalhos da comissão para tentar o entendimento. A proposta alternativa é que sejam feitas emendas ao relatório do deputado Silvio Torres (PSDB-SP), que excluiria Ricardo Teixeira e os presidentes das Federações, mas por outro lado responsabilizaria empresários como Juan Figer da transação ilegal de jogadores para o exterior. Também seriam incluídos nesse "novo" indiciamento dirigentes como Cassas de Lima, que se envolveram no tráfico de jogadores adolescentes.Um outro grupo também quer excluir do pedido de indiciamento o sócio de Pelé, o empresário Hélio Viana, acusado de cometer crime de sonegação fiscal. Enquanto o deputado Silvio Torres insiste que não permitirá a mutilação do seu relatório, um representante da ?Bancada da Bola? disse que "para mostrar o bom senso nós vamos negociar o que for possível, desde que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, não seja pego pra Cristo". O presidente da Câmara dos Deputados, Aécio Neves (PSDB-MG), admitiu que pode prorrogar os trabalhos da comissão por mais 15 dias se a CPI votar relatório requerendo a prorrogação.

Agencia Estado,

13 de junho de 2001 | 18h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.