Matteo Bazzi/EFE
Matteo Bazzi/EFE

Rebic faz 2 gols e comanda virada do Milan sobre a Udinese no Italiano

Duelo válido pela 20ª rodada foi cheio de alternativas e reviravoltas e decidido a favor do time de Milão nos minutos finais

Redação, Estadão Conteúdo

19 de janeiro de 2020 | 11h20

Em recuperação no Campeonato Italiano, o Milan derrotou a Udinese de virada, por 3 a 2, neste domingo, em casa, no San Siro. O duelo, válido pela 20ª rodada, foi cheio de alternativas e reviravoltas e decidido a favor do time de Milão nos minutos finais da partida.

Com a vitória, o Milan chega ao terceiro jogo sem perder e subiu para o sétimo lugar, com 28 pontos. Está perto da zona de classificação à Liga Europa, mas permanece distante do grupo que garante vaga na Liga dos Campeões da Europa. A Udinese ocupa o 13º posto, com 24 pontos.

Com Ibrahimovic apagado, coube ao croata Ante Rebic, emprestado pelo Eintracht Frankfurt ao Milan desde setembro do ano passado, a missão de ser decisivo para a vitória milanista. Vindo do banco de reservas, ele chamou a responsabilidade e apareceu nos momentos em que a sua equipe mais precisava.

Rebit deu as caras primeiro no início da etapa final, período em que o Milan já perdia por 1 a 0 - gol marcado pelo dinamarquês Jens Stryger Larsen, no começo da partida - e depois reapareceu no final, já nos acréscimos do segundo tempo, para decretar o triunfo, comandando a reação milanista.

O lateral-esquerdo francês Theo Hernandez anotou o outro gol do time de Milão no jogo e o atacante italiano Lasagna fez o segundo da equipe de Údine, que estava garantindo o empate até Rebic assegurar o triunfo para o Milan nos instantes finais.

Além do atacante vice-campeão mundial com a Croácia em 2018, o goleiro Donnarumma também foi fundamental para a vitória. Ele se redimiu da falha incrível no primeiro gol do adversário e salvou a equipe do técnico Stefano Pioli em diversas ocasiões.

O brasileiro Lucas Paquetá permaneceu sentado no banco de reservas mais uma vez. Ele tem atuado pouco com o técnico Stefano Pioli - foi titular em apenas uma partida nesta temporada - e interessa ao Paris Saint-Germain.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.