Rebolo tem rodada decisiva amanhã

A última rodada do rebolo se transformou decisiva para seis times que tentam evitar a penúltima posição e, conseqüentemente, a repescagem. O clube que sobrar vai disputar, em dois jogos, a sua permanência na elite do futebol paulista contra o vice-campeão da Série A2. A Internacional de Limeira, com cinco derrotas em cinco jogos, já está rebaixada. Os jogos que encerram o Paulistão estão marcados para as 16 horas deste domingo. No Canindé, a Portuguesa, com cinco pontos, precisa vencer o Juventus, com sete pontos, para não depender de ninguém. O time da Mooca escapa com um empate e, talvez, até mesmo com a derrota se livre pelo saldo de gols. Ele poderia ser alcançado pelo Botafogo, que tem saldo negativo de cinco gols contra menos dois do Juventus. O trunfo do técnico da Lusa, Luís Carlos Martins, para vencer é Alex Alves. Artilheiro do time com 9 gols, o atacante conhece bem o rival, já que foi revelado na equipe da Rua Javari. A situação mais complicada é mesmo a do Botafogo, com quatro pontos, que depende de uma vitória contra o América (9 pontos), em São José do Rio Preto. O time da casa promete manter seu time principal e buscar a vitória, que pode lhe valer o título simbólico do rebolo. Em Americana, o ameaçado Rio Branco (5) espera não dar chances para a Inter. Situação semelhante é a do Ituano (5), que recebe o livre União São João (8). O Paulista (7), em Jundiaí, depende de apenas um empate diante do Mogi Mirim (9), que também briga pela primeira posição. Caso perca, o Paulista poderá ficar empatado em pontos com Juventus e Botafogo, mas seu saldo de gols é bem superior: três positivos. Na sexta-feira, Ponte Preta e Marília empataram sem gols, em Campinas, e dividem a primeira posição com 12 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.