Prefeitura do Recife/Divulgação
Prefeitura do Recife/Divulgação

Recife desiste de bancar realização da Fan Fest na Copa

Eventos promovidos pela entidade máxima do futebol acontecem nas cidades-sede da Copa

Marcela Balbino - Correspondente, O Estado de S. Paulo

14 de fevereiro de 2014 | 16h24

RECIFE - A exatos 118 dias para o início da Copa do Mundo, a Prefeitura do Recife anunciou nesta sexta-feira o cancelamento do Fifa Fan Fest, festividade que acontece nas cidades-sede da Copa. Com a decisão, o Recife torna-se o primeiro município a não realizar o evento.

Na justificativa, o secretário Municipal de Esportes e da Copa do Mundo do Recife, George Braga, desvinculou que a decisão teve envolvimento político, como um eventual desentendimento com o governo Federal, ou medo dos protestos nas ruas. "A motivação foi exclusivamente administrativa e financeira", assegurou.

Inicialmente orçada em R$ 20 milhões, a festividade no Recife teve o custo reduzido para R$ 11 milhões, depois do calendário festivo ter sido enxugado de 27 para 14 dias. A Prefeitura também tentou mudar o local de realização do evento, do Marco Zero para o Cais da Alfândega, mas não obteve êxito. O modelo de Fan Fest do Recife havia sido definido desde julho do ano passado e incluía a realização de alguns shows, além das transmissões dos jogos.

De acordo com George Braga, o fato de a Fifa ter dado incentivo para que outras cidades-sede, como São Paulo e Rio de Janeiro, conseguissem captar recursos privados para bancar a festividade foi outro argumento que estimulou a decisão.

Há quinze dias, a equipe da Prefeitura reuniu-se no Rio de Janeiro com sete dos 20 patrocinadores da Copa do Mundo que compraram as cotas da Fifa para participar do Fan Fest. Segundo o secretário, a Prefeitura estava disposta a oferecer cotas adicionais de publicidade, além das já acordadas com a Fifa, mas nenhuma das empresas se interessou na parceria.

A Prefeitura disse ter comunicado a decisão de não bancar o Fifa Fan Fest nessa quinta-feira (13). Pelo contrato assinado entre as partes, o Recife tem a obrigação de realizar a festa, mas não é descrito nenhum tipo de multa ou punição. De acordo com o secretário, a cidade se dispõe a tocar o Fan Fest caso a Fifa consiga o financiamento privado.

FIFA

Em nota, a Fifa se mostrou surpresa com o posicionamento da Prefeitura do Recife. "Nosso relacionamento com a sede Recife tem sido muito consistente e produtivo, com uma série de reuniões e workshops. Ao longo deste período de planejamento nos últimos três anos, nunca tivemos qualquer dúvida sobre o comprometimento do Recife em realizar um Fifa Fan Fest de sucesso", diz a nota. O último encontro aconteceu em janeiro.

A federação também justificou que fornece todo o apoio financeiro para as cidades-sede, com os equipamentos de infraestrutura para o evento, incluindo o telão de alta definição, palco, sonorização e iluminação. "A Fifa oferece o mesmo apoio a todas as sedes, sendo as únicas diferenças o investimento por parte das sedes com base no tamanho de seus eventos", explica o texto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.