Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Recuperado, Alison projeta evolução do Santos 'degrau a degrau'

Jogador ficou de fora dos amistosos no México para tratar entorse no tornozelo esquerdo

Estadão Conteúdo

16 de julho de 2018 | 11h10

Recuperado de entorse no tornozelo esquerdo, problema que o impediu de viajar ao México para dois amistosos da intertemporada, Alison está de volta ao time do Santos e deverá ser escalado como titular no duelo de quinta-feira com o Palmeiras, no Pacaembu, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Livre do seu problema, o volante destacou a importância do recesso para o time ter êxito no segundo semestre da temporada.

+ Sasha diz que Santos fez boa preparação no México e exibe confiança para clássico

+ Com concorrência de Veríssimo, Gustavo Henrique mira sequência no Santos

"Foi importante. Eu tive um torção no tornozelo e depois tive um tempo para recuperar meu condicionamento físico. Foi importante para descansar e trabalhar mais. A gente está buscando melhorar o que a gente precisa. Temos consciência do que precisamos melhorar", afirmou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira no CT Rei Pelé.

O Santos está em situação complicada no Brasileirão, apenas em 15º lugar, com 13 pontos, ainda que com um jogo a menos do que os principais oponentes. Alison reconhece que o cenário não é bom, mas projeta evolução "degrau a degrau" da equipe, para se distanciar do risco de rebaixamento e depois almejar as primeiras posições.

"A expectativa é boa. Tivemos tempo para melhorar. Espero que depois dessa parada a gente consiga bons resultados, degrau por degrau, porque o Santos merece estar nas primeiras posições", disse Alison.

O primeiro passo para isso será superar o Palmeiras na quinta-feira. E para conseguir isso, Alison destacou a importância de o time santista marcar forte o rival no clássico marcado para o Pacaembu.

"Acho que o segredo é marcarmos forte. Nossa marcação começa a partir dos atacantes. O segredo é todo mundo se ajudar, cada um correr pelo outro, que vai dar certo", comentou Alison, projetando o duelo com um rival que o Santos venceu uma vez e perdeu em outras duas oportunidades neste ano.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.