Recuperado, Alisson é relacionado e celebra volta ao Cruzeiro

O meia Alisson mais uma vez enfrentou o pesadelo de uma lesão no Cruzeiro. Em meio a um longo histórico nos últimos anos, a mais recente foi um edema na coxa que o afastou dos gramados por mais de um mês. Mas agora, o jogador está recuperado e celebrou a possibilidade de ser aproveitado já diante do Botafogo, nesta quarta-feira, em Brasília, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Estadão Conteúdo

31 de maio de 2016 | 18h23

"Primeiramente, quero dizer que estou muito feliz de estar retornando. A gente fica um pouco chateado quando fica fora, então estou muito feliz. Espero voltar aos poucos a ajudar meus companheiros. Sabemos o tanto que é ruim ficar de fora, ficar em casa vendo pela televisão os nossos companheiros se esforçando e não poder fazer nada, mas agora é aproveitar e fazer de tudo para ajudar o Cruzeiro a conquistar a primeira vitória", disse nesta terça-feira.

Alisson está relacionado para encarar o Botafogo e pode fazer sua estreia neste Brasileirão. Sem ele, o Cruzeiro vem fazendo campanha pífia até o momento, com duas derrotas e dois empates em quatro partidas disputadas, retrospecto que o deixa na penúltima colocação da tabela.

"Nossa equipe está fazendo boas partidas, infelizmente a bola não está entrando, mas tenho certeza que em breve as coisas vão se acertar, as bolas vão começar a entrar e as vitórias aparecerão naturalmente. Acho que o time está muito bem, vem criando chances e estamos numa crescente. Tenho certeza que voltaremos a ser o Cruzeiro que a torcida tanto quer", avaliou o jogador.

Nesta quarta, o mando da partida é do Botafogo, que optou por levá-la a Brasília, fato comemorado por Alisson. "Já jogamos lá várias vezes, fizemos grandes jogos e conseguimos grandes vitórias. Então, tenho certeza que o apoio da torcida será fundamental para fazermos um grande jogo e voltarmos com os três pontos na bagagem."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.