Recuperado de fratura, Léo revela choro em vestiário antes de volta ao Flu

Depois de ficar quase dois meses afastado dos gramados por causa de uma fratura no pé direito, o lateral-esquerdo Léo voltou ao Fluminense no empate por 1 a 1 com o Internacional, no último sábado, no Maracanã, pela penúltima rodada do Brasileirão. Ele não jogava desde o dia 30 de setembro, quando se lesionou de forma grave no jogo diante do Grêmio, em Porto Alegre, onde a equipe tricolor assegurou classificação à semifinal da Copa do Brasil.

Estadão Conteúdo

30 Novembro 2015 | 13h25

Léo substituiu Ayrton após o intervalo do jogo contra o Inter e admitiu que se emocionou no vestiário do Maracanã antes de retornar ao time. Ele se emocionou pelo fato de que precisou ser operado e realizou várias sessões de fisioterapia, que possibilitaram sua volta aos gramados antes do tempo inicialmente previsto.

"Eu já estava emocionado no vestiário só por ter a oportunidade de voltar. Inicialmente, o meu retorno seria apenas na pré-temporada. Entrar bem numa partida e poder ajudar a equipe depois de tudo que passei nos últimos meses, sem dúvida, me deixou muito feliz. Quando se está na base, espera tanto pela oportunidade que quando ela aparece você tenta dar o seu melhor. Tentei ficar bem tranquilo para conseguir corresponder", ressaltou Léo, em declarações reproduzidas nesta segunda-feira pelo site oficial do Fluminense.

O jogador também festejou o fato de ter conseguido ajudar o Fluminense a empatar a partida contra o Inter, mesmo após a equipe ficar com um homem a menos em campo após a expulsão do atacante Osvaldo. "Foi importante estar novamente com o grupo. Durante a semana, eu mesmo falei com o treinador (Eduardo Baptista) que estava sentindo falta de ritmo de jogo. Juntos, achamos melhor que eu não iniciasse a partida para não correr o risco de comprometer o rendimento do time. As circunstâncias do jogo fizeram com que eu entrasse. Me senti bem, deu tudo certo. Sou novo, mas me comporto como profissional. Quando o jogador tem essa consciência, as coisas vão acontecendo naturalmente", completou.

Após o empate contra o Inter, o Fluminense fechará a sua campanha no Brasileirão no próximo domingo, contra o Figueirense, às 17 horas, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, onde não terá nenhum grande objetivo a buscar. A equipe, porém, servirá como "fiel da balança" para os times que lutam contra o rebaixamento, como é o caso do Vasco, que torce por um tropeço do Figueirense diante do Flu.

Mais conteúdo sobre:
futebolFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.