Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Recuperado, Douglas Costa treina e vai reforçar a seleção contra a Bélgica

Marcelo também treina normalmente ao lado dos reservas e deve ser titular nas quartas de final

Estadão Conteúdo

03 Julho 2018 | 13h48

As lesões não parecem mais ser um problema para Tite antes do duelo com a Bélgica, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Nesta terça-feira, no dia seguinte ao triunfo por 2 a 0 sobre o México, em Samara, a seleção brasileira retomou a sua rotina de atividades em Sochi com a presença do meia-atacante Douglas Costa, recuperado de contusão, assim como do lateral-esquerdo Marcelo

+ Brasil e Bélgica vão colocar poderio à prova em duelo nas quartas de final

+ Tite rechaça favoritismo do Brasil na Copa do Mundo e 'caminho fácil' até a final

+ Próxima adversária do Brasil, Bélgica ganha folga após classificação suada

Douglas Costa sofreu lesão na coxa direita nos minutos finais da vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica, em 22 de junho, e vinha desfalcando a seleção brasileira desde então. Nesta terça-feira, porém, ele participou sem qualquer restrição da atividade dos reservas de Tite, ficando à disposição do treinador para o duelo de sexta-feira com a Bélgica, em Kazan, pelas quartas de final da Copa do Mundo. 

A presença de Douglas Costa significa que Tite não deverá ter qualquer desfalque por lesão para o seu próximo compromisso na Rússia, situação bem diferente da enfrentada em compromissos recentes, pois, além do jogador da Juventus, o treinador já não pôde contar em outros momentos com o lateral-direito Danilo e o meio-campista Fred. 

O treino da seleção nesta terça-feira em Sochi contou em campo apenas com a presença dos reservas, além do goleiro Alisson. Os titulares no triunfo sobre o México ficaram na academia, onde realizaram somente trabalhos regenerativos. Para os suplentes, o treino também acabou sendo bem leve e em sua maior parte concentrado em cruzamentos e finalizações. 

A atividade da seleção também contou com a presença do lateral-esquerdo Marcelo, que foi poupado por Tite do confronto com o México por causa das dores na região lombar que o tiraram do confronto com a seleção da Sérvia logo em seus minutos iniciais, sendo substituído por Filipe Luís nos dois últimos jogos do Brasil. Mas a tendência é de que ele retorne ao time contra a Bélgica. 

 

Até por ser uma atividade no dia seguinte a um triunfo, o trabalho desta terça da seleção contou com a presença de diversos familiares dos jogadores, que confraternizaram com eles dentro de campo, ao final da atividade. 

A seleção volta a treinar em Sochi às 11 horas (de Brasília) desta quarta-feira, na sua última atividade na cidade, o seu "quartel-general" durante a Copa. No dia seguinte, a seleção segue para Kazan, onde treinará para o confronto de sexta-feira com a Bélgica. O único desfalque será o volante Casemiro, suspenso, sendo que a sua vaga deverá ser ocupada por Fernandinho

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.