Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Recuperado, Fagner reforça o Corinthians contra o Internacional

Lateral-direito desfalcou a equipe no duelo contra o Sport no último domingo por causa de desgaste muscular

João Prata, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2018 | 05h00

O Corinthians deverá voltar a ter força máxima na partida de domingo contra o Internacional pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O médico do time alvinegro, Joaquim Grava, informou que os laterais Fagner e Mantuan estão liberados do departamento médico.

"Clinicamente, o Fagner já poderia ter até atuado contra o Sport. Foi poupado por opção do treinador", afirmou. O titular da lateral direita havia deixado o jogo contra o Flamengo na última quarta-feira com dores musculares. E para evitar um problema mais grave ficou de fora da partida de domingo.

Mantuan voltou aos treinos na última semana após se recuperar de um problema muscular. Na última sexta-feira, ele apenas correu no gramado, mas treinou normalmente no final de semana. "Os dois trabalharam sem problemas no domingo e se reapresentam sem nenhum problema", emendou o médico do Corinthians.

A única dúvida para a próxima partida fica por conta do volante Paulo Roberto, justamente o atleta que atuou improvisado na lateral direita no duelo contra o Sport. Ele deixou o jogo no segundo tempo com dores musculares e passará por exames hoje, data da reapresentação do elenco. "Vamos ainda analisar o caso dele. Mas deve ser uma contratura, algo parecido", disse Grava ainda sem poder precisar o tempo de recuperação do atleta.

Os jogadores do Corinthians ganharam folga na segunda-feira após a vitória por 2 a 1 sobre o Sport, em casa, e agora o técnico Jair Ventura terá pela primeira vez uma semana inteira para treinar o elenco de olho na próxima rodada do Brasileirão e também, especialmente, para o duelo contra o Flamengo, no dia 26, no jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil.

Será a primeira folga no calendário desde o retorno às competições após a Copa do Mundo. “É o momento para recuperar as forças, analisar melhor cada jogador para que voltem a campo com mais força. Essas pausas são fundamentais”, finalizou Joaquim Grava.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.