Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Recuperado, Felipão volta e faz testes com reservas do Palmeiras

Treinador trabalhou normalmente após cólicas intestinais que o obrigaram a passar a noite no clube

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2019 | 18h40

Depois de deixar a entrevista coletiva de domingo à noite às pressas por causa de cólicas intestinais, o técnico Luiz Felipe Scolari trabalhou normalmente na tarde desta segunda-feira na Academia de Futebol. O treinador passou mal após o empate por 1 a 1 entre Palmeiras e RedBull, em Campinas, recebeu medicação e passou a noite sob acompanhamento de um médico do clube. No gramado, o treinador já estava recuperado.

O treino foi movimentado. No período com presença da imprensa no treinamento, Felipão armou dois times com dez jogadores de cada lado, teoricamente os reservas. O meia Guerra atuou como curinga. O primeiro time foi formado por Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luis; Moisés, Gustavo Scarpa, Felipe Pires, Carlos Eduardo e Deyverson. O outro foi formado por: Fernando Prass, Fabiano, Juninho, Jean, Matheus Fernandes, Raphael Veiga, Zé Rafael, Hyoran, Yan e Arthur Cabral.

A escalação do Palmeiras nesta quarta-feira, diante do Botafogo, deverá ser diferente da estreia. A comissão técnica já revelou que pretende rodar o elenco neste início de temporada. O jogo marca a estreia do time no Allianz Parque nesta temporada.

Uma das atrações da estreia será a presença do meia Ricardo Goulart, um dos principais reforços da temporada. Ele estará na arena  para saudar a torcida no intervalo. Nesta segunda-feira, o meia realizou trabalhos físicos no gramado da Academia de Futebol.

Ricardo Goulart foi submetido a uma artroscopia no joelho direito em 27 de outubro. Embora o prazo de recuperação seja de até quatro meses, a expectativa no clube é de que ele fique à disposição antes do prazo. Ele foi emprestado pelo Guangzhou Evergrande pelo prazo de um ano.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.