Ricardo Saibun/Divulgação - 24/09/2012
Ricardo Saibun/Divulgação - 24/09/2012

Recuperado, Léo treina e pode reforçar o Santos no jogo contra o Figueirense

Única dúvida de Muricy é Miralles, que tenta se recuperar de um problema no tendão do calcanhar

14 de novembro de 2012 | 08h26

SÃO PAULO - No meio do ano, quando o Santos mais precisou do elenco para engrenar no Campeonato Brasileiro, Muricy Ramalho enfrentou sérios problemas em razão do elevado número de jogadores contundidos. Mais de um time inteiro lotava o departamento médico do Centro de Treinamento Rei Pelé. Agora, a três jogos do encerramento da temporada, todos os atletas estão liberados para trabalhar no campo. Até Fucile, que jogou pela última vez em 15 de abril e cujo empréstimo termina no dia 31 de dezembro, reapareceu.

Na reapresentação dos jogadores, terça-feira cedo, após dois dias de folga, a maior novidade foi Léo. O lateral-esquerdo recuperou-se rapidamente da lesão de grau três e correu normalmente em volta dos campos do CT Rei Pelé. A sua intenção é ficar á disposição de Muricy nos clássicos contra Corinthians e Palmeiras para convencer os dirigentes de que, apesar de ter 37 anos de idade, ainda tem fôlego para jogar em alto nível mais uma temporada. Basta fazer mais uma artroscopia no joelho direito durante as férias.

De todos os jogadores o único que não participou do treinamento físico da terça-feira foi Miralles. A informação é de que ele preferiu fazer exercícios na academia para não forçar o pé direito em razão do recente problema no tendão do calcanhar. Se o atacante argentino participar dos coletivos da semana poderá voltar ao time diante do Figueirense, sábado à noite, na Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.